Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Brasil/Mundo

Espírito Santo: Professora foi demitida após denunciar escola por ensinar ideologia de gênero

O profissional relatou que foi perseguida por não concordar com a doutrinação ideológica da direção escolar

Publicado

em

A professora Deivilane da Costa Carvalho foi demitida de uma escola municipal da cidade de Cariacica (ES) após denunciar ao Ministério Público que a instituição estava ensinando ideologia de gênero aos alunos. 

“Jamais desrespeitei o corpo acadêmico e a direção. A minha posição contrária a uma política de doutrinação no ambiente escolar que envolve ideologia de gênero é o real motivo acobertado por aqueles que pediram minha demissão. A diretoria me viu como uma ameaça ao que eles estão implantando no colégio”, disse a professora que trabalhava na EMEF Álvaro Armeloni.

Deivilane ensinava português para crianças de 9 a 14 anos e se colocou contra a doutrinação ideológica que a escola estava adotando. “Após tomar conhecimento da apuração do MP, a direção da escola vinha me tratando de forma diferente dos demais profissionais”, disse ela.

O caso foi compartilhado pelos redes sociais e a professora declarou que sua demissão foi por represália. “Fui perseguida e punida com a demissão, por apenas me posicionar contra a usurpação dos direitos dos pais de educar. A escola estava adentrando em um campo que foge da sua função. Aluno vem para escola para aprender as disciplinas e não ser ideologizado”, disse ela.

Muito querida pelos alunos, a despedida da professora Deivilane gerou comoção entre eles. Nas redes sociais é possível ver vídeos do momento em que ela chora e abraça as crianças.

Assista:

 

PUBLICIDADE