Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Brasil/Mundo

Jornalista conservador expõe planos da Disney de empurrar a agenda gay para crianças

Um dos coordenadores da empresa diz que as crianças estão “recebendo todas essas informações da mídia sobre o que é normal”

Publicado

em

O jornalista Christopher F. Rufo, do City Journal, revelou em seu Twitter uma série de vídeos expondo uma reunião de diretores da Disney falando abertamente de como a empresa de entretenimento tem empurrado a agenda gay para crianças.

A presidente corporativa da Disney, Karey Burke, por exemplo, aparece dizendo que ainda para este ano o plano da empresa é elevar para 50% o número de personagens LGBTQ+ nos desenhos. Burke, inclusive, se apresenta como mãe de crianças queers, sendo uma trans e a outra pansexual.

Em outros vídeo, a produtora de animação da Disney, Latoya Raveneau, diz que “não teve medo de ter dois personagens se beijando ao fundo”. Ela revela ainda que “sempre que podia, acrescentava o tema homossexual” e que nada a impedia de fazer isso.

Outra diretora da Disney que também trabalha para a promoção da homossexualidade é Vivian Ware, diretora de diversidade e inclusão da empresa, que aparece em um vídeo dizendo aos funcionários do parque que não usem mais as saudações “senhores e senhoras”.

Um dos vídeos mais chocantes expostos pelo jornalista conservador é a fala de Allen March, coordenador de produção da Disney, reconhecendo o papel da mídia, incluindo a Disney, de formar a opinião das crianças e assim transformar a mente da próxima geração. “Todo esse conteúdo vai para as crianças, que não sabem nada disso”, disse ele.

March disse que as crianças estão “recebendo todas essas informações da mídia sobre o que é normal”, acrescentando que “há muito poder nisso e só precisa ser reconhecido”.

Os vídeos e os comentários do jornalista estão em inglês e podem ser acessados aqui.

PUBLICIDADE