Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Política

Suplente Ricardo JM toma posse como vereador em Araguaína

Em discurso, ele prometeu contribuir para melhorias na cidade em diversas áreas, como saúde, educação, habitação e também na defesa da família

Publicado

em

O jornalista Ricardo JM tomou posse na Câmara de Araguaína -TO, na manhã desta quarta-feira (1º). Ele assumiu o mandato no lugar do vereador Jorge Carneiro (PSDB), que pediu licença por interesse particular. Carneiro é pré-candidato a deputado estadual.

Durante a posse, Ricardo JM agradeceu a Deus, sua esposa, a advogada Luciane Costa e aos três filhos do casal, Samuel, Mateus e Débora. Segundo o agradecimento aos seus eleitores e as autoridades que estiveram presentes para acompanhar este momento, como pastor presidente da AD COMADESMA C1 Nalberto Araújo; pastor Jonas Nascimento, presidente de honra da COMADESMA em Araguaína; pastor José Barbosa, presidente da AD COMADESMA C3; o suplente de deputado estadual pastor Wellington Medeiros; e o Deputado Federal Eli Borges, representado pelo Senhor Hermes Antônio.

“Hoje, chego a esta Casa de Leis Senhores, para somar com a cidade, apresentando boas proposições, melhorias para o nosso município nas áreas da saúde, educação, habitação, nas áreas de trânsito entre outras, buscando sempre o bom diálogo nas soluções de conflitos que possam surgir no decorrer da caminhada”, disse ele no discurso.

 

Sobre Ricardo JM

Ricardo JM tem 40 anos de idade, é natural de Rio Maria –PA, é cristão conservador, reside no Tocantins desde de 1993, é casado com a advogada Luciane Costa, pai de três filhos, formado em Gestão Pública e está cursando o 9º Período de Direito na Católica Dom Orione.

Como defensor da família, Ricardo JM ganhou notoriedade no Tocantins por meio de seu trabalho jornalístico desenvolvido há mais de 15 anos pelo site conservador JM Notícia, no qual aborda temas informativos e relevantes para a sociedade.

No decorrer de sua carreira jornalística, Ricardo JM enfrentou um processo movido contra ele pelo ex-deputado Jean Wyllys após denunciar o Projeto de Lei 5002/2013 de autoria do parlamentar, que trazia a possibilidade da mudança de sexo em crianças, mesmo sem o consentimento dos pais. A Justiça Federal arquivou a ação.

Foi o primeiro comunicador no Tocantins que deu publicidade às portarias estaduais que implantavam a ideologia de gênero no ensino fundamental, infantil e ensino médio. Os atos foram revogados.

Ricardo JM denunciou a portaria da Secretaria da Educação que aboliu a comemoração do ‘Dias das Mães’ nas escolas do Tocantins, para somente se comemorar o ‘Dia de Quem Cuida de Mim’.

Por seu trabalho em defesa dos valores cristãos e da família, ele recebeu homenagem na Câmara dos Deputados feita pelo Deputado Federal Otoni de Paula, vice-líder de Bolsonaro na Câmara dos Deputados.

Araguaína

Durante o pico da pandemia da Covid-19, Ricardo JM encabeçou o movimento pela reabertura dos templos religiosos no município e também mostrou, por meio das redes sociais, a situação caótica que os empresários estavam passando, devido ao fechamento do comércio.

PUBLICIDADE