Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Mundo Cristão

Grupo pró-vida consegue salvar mais de 20 mil bebês do aborto; 4 mil durante a pandemia

ONG cristã mantém sete clínicas físicas de atendimento a mulheres e teleatendimento

Publicado

em

Uma organização pró-vida celebrou recentemente o marco de resgatar 20.000 bebês prematuros do aborto desde o seu lançamento. Mais de um quinto das vidas foram salvas no ano passado durante a pandemia COVID-19.

O trabalho da Human Coalition visa impedir que mulheres concretizem o procedimento de aborto nos EUA, conseguindo salvar milhares de bebês desde 2010.

Ao longo desses 11 anos, a entidade atendeu mais de 214.000 mulheres e famílias.

Durante a pandemia de 2020, a ONG cristã conseguiu prestar uma variedade de serviços a 44.131 mulheres e celebrou 4.150 “decisões de vida” feitas por mães que consideravam o aborto que, em vez disso, escolheram a vida para seus filhos.

Segundo Jeff Bradford, presidente da Human Coalition, quando a pandemia se iniciou a entidade já tinha tecnologia para que suas operações continuassem.

“Pudemos [continuar a] ministrar às mulheres e apenas salvar vidas, o que foi incrível”, disse Bradford ao site The Christian Post.

A ONG usa opções virtuais e de teleatendimento desde 2018, podendo se conectar com essas gestantes e prestar todo o apoio necessário para que elas não desistam da gestação.

A Human Coalition possui sete clínicas físicas de atendimento a mulheres em Cleveland, Atlanta, Dallas / Ft. Worth, Pittsburgh, Raleigh e Charlotte. Também oferece duas Clínicas Femininas Telecare exclusivas com enfermeiras e assistentes sociais.

PUBLICIDADE