Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Brasil/Mundo

Greve dos caminhoneiros paralisa a produção em frigoríficos no sul do estado

Publicado

em

Da Redação JM Notícia

Greve dos caminhoneiros já dura quatro dias

A indústria da carne no Tocantins também está sendo impactada pela greve dos caminhoneiros que já dura quatro dias e não tem previsão de se encerrar. A situação é tão grave que alguns frigoríficos da região sul do estado precisaram paralisar a produção nesta quarta-feira (23).

Com a greve, o gado que seria abatido não chegou aos frigoríficos, além de prejudicar a distribuição da carne para outras cidades e estados. Em Gurupi, para não perder o material, um dos maiores frigoríficos da cidade tem mais de uma tonelada de carne armazenada no depósito sem poder distribuir.

Além da indústria, o comércio também sente os impactos da paralisação que visa pressionar o governo a tomar medidas para reduzir o preço do combustível. Sem poder passar pelas estradas em pelo menos 18 estados brasileiros, as cargas de abastecimento de gasolina e alimentos não conseguem chegar aos seus destinos.

O governo do Tocantins informou que realizou uma reunião de emergência com representantes da Assembleia Legislativa, Polícia Federal, OAB, Defensoria Pública para discutir estratégias para lidar com a crise.

O grupo pretende encontrar uma forma de manter o abastecimento de combustível dos carros das forças policiais, das ambulâncias e das viaturas do Corpo de Bombeiros.

PUBLICIDADE