Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Mundo Cristão

EUA: Estudante cristão é suspenso por chamar homossexualidade de ‘pecado’

Os pais do adolescente entraram na justiça contra a suspensão, alegando ser inconstitucional

Publicado

em

Um estudante do primeiro ano do ensino médio de Michigan, nos Estados Unidos, foi suspenso da escola por dizer a um amigo que considerava a homossexualidade um pecado.

Segundo informações do Evangélico Digital, o jovem David Stout foi chamado por um amigo de futebol do colégio para comentar, em uma conversa particular, sobre o que ele achava sobre a relação entre pessoas do mesmo sexo. Ao que parece, um dos alunos da sala é gay.

David respondeu ao seu amigo que a Bíblia condena a prática homossexual e ele, como cristão, também considera o ato um pecado. “Ele reafirmou que o contexto cristão que Deus criou há apenas dois gêneros: masculino e feminino”, diz o advogado da Great Lakes Justice Center, David A. Kallman, que está representando o aluno.

O tal amigo, porém, denunciou o aluno que ficou três dias sem poder ir para a escola. David tem boas notas, participa do time de futebol e da banda da escola. Nunca tomou qualquer outra suspensão ou advertência.

“As escolas públicas não podem violar a constituição e vetar o discurso do aluno. Nada do que David fez causou qualquer perturbação ou problema na instituição. Ele tem o direito de expressar sua opinião de acordo com suas crenças religiosas sinceras, sem ser denegrido ou punido pelo governo por manter essas crenças”, disse o advogado.

Além dessa questão, o aluno também é acusado de rir de piadas contadas durante ensaio da banda em julho de 2021. Os advogados dizem que o jovem chegou a rir de uma das piadas, mas logo ordenou que os seus colegas parassem com aquilo. Por ser o líder, ele acabou sendo responsabilizado pela ação.

O aluno entrou com um processo contra a escola, pedindo para que a Justiça considere inconstitucional e retire a suspensão de seu registro escolar.

PUBLICIDADE