Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Tocantins

Conselho Estadual de Saúde aprova projeto de credenciamento de instituições para realização de cirurgias eletivas

A 281º Reunião Ordinária do Conselho Estadual de Saúde aconteceu na quinta-feira, 09, na Superintendência Estadual do Ministério da Saúde no Tocantins

Publicado

em

A fim de deliberar SOBRE assuntos relevantes para a Saúde pública do Tocantins, o Conselho Estadual de Saúde (CES) realizou sua 281º Reunião Ordinária na manhã desta quinta-feira, 09, no auditório da Superintendência Estadual do Ministério da Saúde no Tocantins (SEMS/TO), em Palmas.

O titular da Secretaria de Estado da Saúde (SES-TO), Afonso Piva, participou da reunião e destacou sua importância. “Estas reuniões são necessárias para que em conjunto, possamos deliberar ações para melhoria da saúde dos tocantinenses. Agradecemos aos conselheiros e órgãos de fiscalização que participam destes encontros e atuam conosco, incessantemente, em prol do Sistema Único de Saúde”, afirmou.

Na ocasião foi aprovado o projeto para o credenciamento de instituições privadas para realização de cirurgias eletivas de média e alta complexidade da área de ortopedia. Segundo o relatório apresentado pela superintendente de Gestão e Acompanhamento Estratégico da SES-TO, Luiza Regina Noleto, “a ortopedia possui uma demanda elevada por tratamentos cirúrgicos, isto em consequência do envelhecimento da população, aumento das morbidades decorrentes dos acidentes de trânsito e o tempo em que as eletivas ficaram represadas em decorrência da pandemia, pela Covid-19. Assim, esse credenciamento irá auxiliar nas resoluções destas demandas acumuladas”.

Outra proposta da SES-TO aprovada no CES foi a contratação de organizações prestadoras de serviços hospitalares especializados na assistência cardiovascular. Serão feitos procedimentos de caráter eletivos e de urgência, de média e alta complexidade, sendo cirurgias cardíacas, cirurgia vascular e procedimentos endovasculares extracardíacos, em pacientes adultos.

“Vale destacar que a Gestão Estadual tem trabalhado na realização das cirurgias eletivas. Em todo o Estado já foram feitos quase quatro mil procedimentos, nos primeiros cinco meses deste ano, uma média de produção mensal acima dos anos anteriores à pandemia. Esta é uma estratégia adicional da Secretaria, para que a população seja atendida de forma mais rápida e que haja a normalização das eletivas no Estado. Aliado a isso, nossos centros cirúrgicos seguirão com os trabalhos de rotina e as ações do Opera Tocantins”, pontuou a superintendente de Unidades Hospitalares Próprias da SES-TO, Elaine Sanches.

Participantes

Estiveram presentes na Reunião Ordinária: o presidente do Conselho Estadual de Saúde (CES), Mário Benício; o superintendente do MS no Tocantins, Luscleide Nazareno Mota; o defensor público estadual, Freddy Alejandro Solorzano Antunes; o defensor público estadual, Arthur Pádua, a promotora de justiça Araína Cesárea e a conselheira de direitos humanos do Tocantins, Maria Lúcia Viana.

PUBLICIDADE