Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Mundo Cristão

Batistas no Brasil: Revisão da Declaração Doutrinária preocupa fiéis e gera debates

“Como pastor Batista, sou totalmente contra a atualização da Declaração Doutrinária. Devemos nos manter firmes na palavra e não nos adequar ao moldes da modernidade”.

Publicado

em

Por Sergiano Reis

“A revisão da Declaração Doutrinária da Convenção Batista Brasileira quer ouvir a sua opinião. Nesse tempo de  diversidade, precisamos buscar a unidade na base bíblica“. A frase que abre esta matéria é do pastor Pr. Hilquias Paim, presidente da Convenção Batista Brasileira, e foi dita durante um vídeo de convite aos membros da denominação, em julho de 2022, pedindo que estes participem da Consulta Pública que trata da revisão do documento de fé da igreja no país.

O assunto gerou debate entre pastores e líderes de dentro da denominação e acabou chegando às redes sociais, onde já ganhou ampla repercussão devido aos inúmeros posicionamentos e preocupações postadas por fieis pertencentes à histórica igreja.

A proposta

Segundo o pastor Hilquias Paim, a revisão da Declaração fora proposta ao Conselho Geral da Convenção ainda no ano de 2012, durante a 92ª Assembleia da Convenção Batista Brasileira, em Foz de Iguaçu(PR), ou seja, há 10 anos.

Em um vídeo de comunicado postado há alguns dias no canal oficial da Convenção no Youtube, o líder da CBB agradece aos pastores, irmãos e Igrejas, Associações e Convenções que participaram até o momento da Consultua Pública e informou que a mesma se estenderá até o dia 11 de agosto, a fim de que mais pessoas participem. Até agora foram cerca de 300 contribuições enviadas à CBB por meio da consulta, informou o pastor.

“Mais tempo para o debate”

Após a abertura da Consulta Pública aos fiéis, o tema da revisão despertou o interesse e um intenso debate acerca de sua necessidade e, principalmente, sobre uma possível relativização da Declaração Doutrinária, como tem acontecido com outras denominações nos últimos tempos em todo o mundo.

Diante disso, o líder da CBB informou que a revisão não será levada para a 102a Assembleia da Convenção Batista Brasileira, que acontecerá na cidade de Recife(PE), em janeiro de 2023.

Diante desse volume de participação e interesse, já notamos que precisamos de mais tempo para considerar cada contribuição e levar em conta preciosíssimas sugestões e reflexões a respeito da revisão do documento balizador da nossa doutrina, que é a Declaração Doutrinária da Igreja Batista Brasileira“, explicou o pastor Paim.

Preocupações

O JM Notícia verificou nas redes socais que o debate acerca do tema proposto pela CBB não está limitado a um pequeno número de internautas ou a pequenos grupos fechados de teólogos. Pelo contrário, o assunto gerou, diante de sua seriedade e importância, ampla preocupação por parte de fieis, pastores e teólogos.

Isso é notado até mesmo nos comentários dos próprios membros realizados nos vídeos publicados pela CBB.

Confira alguns (veja mais AQUI):

“Como pastor Batista, sou totalmente contra a atualização da Declaração Doutrinária. Devemos nos manter firmes na palavra e não nos adequar ao moldes da modernidade”.

“Como líder numa Igreja Batista e defensor dos princípios Bíblicos defendidos em nossa Declaração doutrinária, sou contrário a qualquer inovação que vise atender a ” Diversidade” imposta pela NOM”

Realmente essa consulta pública nunca aconteceu antes na história batista, simplesmente porque em questões doutrinárias não se consulta todo mundo, se consulta A BÍBLIA! E até onde eu saiba a bíblia não mudou! O povo batista não quer essa mudança! Acho que o recado foi dado. O que tem que ser levado à próxima assembleia é a dissolução dessa comissão que hoje tenta mudar o que não deve ser mudado”.

“Como pastor Batista digo com absoluta certeza que se houver tal alteração deixaremos de fazer parte de convenção. Não porque deixaremos de ser Batistas, isso nunca, mas por que entendemos que se tais alterações se confirmarem sera a convenção que estará deixando de ser Batista. A unidade denominacilonal depende da fidelidade a doutrina. A alteração da doutrina configura a total degeneração da nossa unidade”

Não vejo motivo para atualizar a declaração doutrinária hoje. Temos que ter cuidado para não ceder às pressões do marxismo cultural e suas filhas(feminismo e esquerdismo). Tomemos cuidado”.

O que esperar?

Como se percebe, há relevante preocupação por parte dos membro da denominação no país diante da proposta de revisão da Declaração de Fé da CBB.

Mesmo tendo sido tratado com muita transparência e democracia pela liderança da entidade, a atualização do documento de fé não é vista com bons olhos pelos fiéis.

A atitude do presidente da CBB e demais lideres em se deburaçarem mais sobre as propostas da Comissão e também pelas envidas pelos participantes da consulta pública mostra-se acertada e sensata.

LINKS

Mensagem em vídeo do presidente da CBB, Pr. Hilquias PaimCLIQUE AQUI

Texto da Revisão Declaração DoutrináriaCLIQUE AQUI

PUBLICIDADE