Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Mundo Cristão

Teólogo diz que jovens de esquerda estão abandonando a igreja evangélica

Apoio ao presidente Jair Bolsonaro estaria afastando aqueles ligados a pautas LGBTQ+ e feministas

Publicado

em

A polarização política também está interferindo na vida cristã. O , escritor e teólogo Rodolfo Capler disse em site Rede Brasil Atual que jovens de esquerda estão deixando as igrejas evangélicas por questões políticas.

A nova geração, que apoia pautas como homoafetividade e feminismo, está insatisfeita com o discurso conservador das igrejas, se afastando delas.

“Os pastores criticam os partidos de esquerda e isso faz com que haja resistência dos jovens. Eles vão se sentindo acuados e tolhidos. Falta abertura do pensamento contrário. A igreja deveria ser um ambiente mais plural, em que pessoas dos mais variados campos e espectros ideológicos podem conviver”, disse o teólogo.

Para chegar a estes dados, Capler ouviu 300 jovens e fez pesquisas que se transformaram no livro “Geração Selfie”. “As igrejas demonizam as pautas progressistas. Mas, hoje, os jovens são a favor do relacionamento homoafetivo, dos movimentos feministas, são totalmente contra qualquer tipo de comportamento racista. E como há banimento do pensamento contrário por parte desses líderes religiosos, acontecem essas agressões”, disse.

O apoio dado pelas grandes denominações ao presidente Jair Bolsonaro seria outro motivo para que jovens progressistas deixassem suas igrejas. . “A estética do Bolsonaro, de agressividade, não faz os jovens se identificarem. A evasão tem acontecido nos últimos anos. A grande maioria dos pastores evangélicos tem apoiado Bolsonaro. Muitos o fizeram de púlpito. Isso é um fator que pode ter resultado no abandono das igrejas”, avaliou.

PUBLICIDADE