Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Política

Rubens Uchôa comenta decisão de Barroso: “Ninguém vai parar a Igreja e nem os trabalhos missionários”

A decisão do STF foi muito criticada por instituições que defendem a liberdade religiosa

Publicado

em

O vereador Rubens Uchôa comentou a decisão do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), que proibiu a entrada de missionários em tribos indígenas isoladas.

A decisão tomada na semana passada gerou grande polêmica entre os grupos religiosos, principalmente entre os que defendem a liberdade religiosa que é garantida pela Constituição Federal.

Em seu discurso na Câmara de Palmas, Uchôa se mostrou revoltado com a ação que gerou a decisão de Barroso, relator da ADI 6622.

“O que mais me deixou indignado é que além do ministro colocar essa questão da pandemia, vem o PT pedindo que essa questão fosse permanente. Nós sabemos a importância que tem esses trabalhos nas aldeias, porque o trabalho missionário na pandemia ajudou muitas pessoas, pessoas que estavam feridas e receberam palavras de paz”.

Mesmo sem concordar com tal decisão, o vereador evangélico acredita que ações como essa jamais vão barrar os avanços da Igreja. “Sabemos de uma coisa: Ninguém vai conseguir parar a Igreja e nem os trabalhos missionários”, declarou.

PUBLICIDADE