Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Brasil/Mundo

Presidente de Convenção dispara criticas contra pastor por ordenar mulheres ao pastorado

A igreja criticada por JD Greear é a igreja fundada pelo pastor Rick e Kay Warren

Publicado

em

Um tema bastante polêmico que de vez enquanto volta a ser debate no cenário nacional e internacional é a consagração de mulheres ao pastorado.

Desta vez, o imbróglio envolve o presidente da Convenção Batista do Sul, pastor JD Greear, que criticou a igreja Saddleback, com sede na Califórnia, por ter ordenado três mulheres como pastoras: foi “decepcionante”, disse o pastor JD Greear.

A igreja criticada por JD Greear é a igreja fundada pelo pastor Rick e Kay Warren que anunciou na última sexta-feira que pela primeira vez na história o ministério pastoral iria receber mulheres, algo proibido pela Convenção Batista do Sul órgão cujo a igreja é afiliada e que possui 47.530 igrejas e 14.525.579 membros.

Na segunda-feira (10), em um post de seu blog, o pastor Greear, que também pastoreia uma igreja na Carolina do Norte, afirmou que apesar de respeitar muito a relevância do ministério da igreja Saddleback e seu evangelismo global, ele discorda totalmente da decisão.

Na ocasião, o pastor Greear citou uma postagem do pastor James Merritt, que diz que homens e mulheres são chamados para o ministério da igreja, entretanto, porém a Bíblia reserva os cargos de pastor, ancião e supervisor somente para homens qualificados.

“Precisamos de mulheres piedosas e fortes para dar um passo à frente e usar os dons que Deus lhes deu. Precisamos dessas mulheres em casa, falando com coragem na vida de suas famílias. Precisamos deles no ministério, nos chamando para dar e orar e ir e sacrificar”, disse Greear.

ORDENAÇÃO DE MULHERES

O presidente do Seminário Teológico Batista do Sul, Al Mohler, apontou que várias igrejas afiliadas têm promovido mulheres como pregadoras ou pastoras, e que a CBS não devia permitir que isso acontecesse, e tornar sua doutrina mais clara, sem se afastar da verdade.

Membresia

De acordo com um censo da denominação divulgado em 2019, ela disse que tinha [16] Um estudo interno feito pela Convenção mostra que, em média, 38% da membresia (6.138.776 membros, convidados e crianças não-membros) assistem aos cultos de adoração principais de suas igrejas.[17]

A Convenção tem 1200 associações locais e 41 convenções estaduais e sociedades, cobrindo todos os 50 estados e territórios dos Estados Unidos. Através de seu “Programa Cooperativo”, os Batistas do Sul apoiam milhares de missionários no país e ao redor do mundo. Eles respondiam por mais de 10.000 missionários em 2005.

Augusto Nicodemus comenta

Existe algum texto na Bíblia que diga claramente “é proibido que as mulheres sejam ordenadas ao ministério”?

Augusto Nicodemus comenta

Resposta: Nenhuma das passagens usadas contra a ordenação feminina diz explicitamente que mulheres não podem ser ordenadas ao ministério.

Entretanto, todas elas impõem restrições ao ministério feminino, e exigem que as mulheres cristãs estejam submissas à liderança cristã masculina. Essas restrições têm a ver primariamente com o ensino por parte de mulheres nas igrejas. Já que o governo das igrejas e o ensino público oficial nas mesmas são funções de presbíteros e pastores (cf. 1Tm 3.2,4-5; 5.17; Tt 1.9), infere-se que tais funções não fazem parte do chamado cristão das mulheres.

Ainda, se o argumento do silêncio for usado, ele se vira contra a ordenação feminina, pois não há texto algum que diga que as mulheres devem ser ordenadas ao ministério da Palavra e ao governo eclesiástico, enquanto que as Escrituras atribuem ao homem cristão o exercício da autoridade eclesiástica e na família.

Onde está na Bíblia que somente homens podem ser pastores, presbíteros e diáconos?

Resposta: Os textos mais explícitos da Bíblia são Atos 6.1-7; 1Timóteo 2.11-15; 1Coríntios 14.34-36 e 1Coríntios 11. 2-16. Algumas destas passagens foram analisadas com mais profundidade em outra parte deste caderno. Além disto, a relação intrínseca entre a família e a Igreja mostra que aquele que é cabeça na família (Efésios 5.21-33) também deve exercer a liderança na Igreja.

 

The Christian Post.

PUBLICIDADE