Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Mundo Cristão

Pastor Jorge Linhares é ouvido no MPMG e caso pode ser arquivado

O pastor foi intimado após denúncia por vídeo contra a ideologia de gênero

Publicado

em

Na tarde desta segunda-feira (2), o pastor Jorge Linhares, diretor do Colégio Batista Getsêmani, prestou depoimento no Ministério Público de Minas Gerais a cerca de uma denúncia contra a instituição de ensino por conta de uma vídeo contrário à ideologia de gênero publicado em resposta à campanha do Burger King.

Dezenas de pessoas estiveram na porta do MPMG se manifestando pacificamente e fazendo orações em favor do líder religioso que há 44 anos tem pastoreado na capital mineira, sendo hoje o responsável pela terceira maior denominação daquela cidade.

Ao finalizar seu depoimento, o pastor declarou que foi muito bem atendido e agradeceu a todos pelas orações. “Eu fui tratado como um príncipe, eu nem merecia, mas o promotor queria me conhecer e saber quem era o Jorge Linhares pessoalmente, porque de ouvir falar ele já conhecia”, disse.

O pastor declarou que o promotor muito cuidadoso e que não teve problemas durante o depoimento. “Eu pude mostrar para ele que eu não sou oportunista, ele achou que era um ato político e não era”, completou.

O pastor também declarou que a intimação se dá por questões administrativas do próprio do Ministério Público que ele não poderia ser “convidado”, mas sim “intimado”.

Diante do que ele vivenciou nesses dias, o pastor entende que o” Colégio Batista Getsêmani foi um instrumento de Deus para que espaços sejam ocupados. “Eu estava sendo porta-voz das mais várias escolas e instituições religiosas do país”.

O advogado do pastor, Dr. Oswaldo, declarou que acredita que o caso será arquivado, pois não houve discurso de ódio, mas sim amor e defesa das crianças.

PUBLICIDADE