Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Brasil/Mundo

Eli Borges comenta sobre o escândalo no MEC e pede respeito às igrejas

A igreja tem sido criticada pela imprensa por uma denúncia que envolve dois pastores

Publicado

em

O deputado federal Eli Borges gravou um vídeo para comentar as acusações envolvendo o ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro, dois pastores e prefeitos sobre o pagamento de propina para a destinação de verbas para Educação. Em áudio vazado, Ribeiro dizia que os valores só eram repassados aos municípios indicados peloa pastores e prefeitos denunciam que esses pastores cobravam dinheiro e até barras de ouro para destinar verbas.

Diante disso, o parlamentar tocantinense vai pontuar algumas questões. A primeira delas é que o fato lamentável deve ser investigado. “Lamentamos o episódio ocorrido entre o ministro da Educação, dois pastores, prefeitos e propina. O primeiro ponto é que eles devem ou não devem? Se devem, precisam pagar pelo erro cometido”, disse.

Outro ponto dito pelo porta-voz da Frente Parlamentar Evangélica é que o fato não pode manchar imagem de todos os pastores do país. “Dois pastores não representam os mais de 200 mil pastores no Brasil”.

Eli Borges lembra ainda que não tem nenhum deputado da bancada evangélica envolvido e que não acredita que o presidente da República esteja envolvido neste esquema.

Por fim, o parlamentar pede à imprensa que respeite a Igreja. “A igreja é uma instituição séria que não pode ser imaculada por um episódio isoladíssimo”.

Assista:

PUBLICIDADE