Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Mundo Cristão

Bruna Karla é alvo de intolerância religiosa por fala sobre homossexualidade e ganha apoio de líderes evangélicos

A cantora evangélica afirmou em entrevista que não cantaria em igrejas gays e nem participaria do casamento entre pessoas do mesmo sexo

Publicado

em

A cantora Bruna Karla se tornou alvo de intolerância religiosa por conta da sua visão bíblica a respeito da homossexualidade. Por dizer durante entrevista que não canta em igrejas gays e não participaria de um casamento entre pessoas do mesmo sexo, ela passou a sofrer muitos ataques nas redes sociais.

Mas muitos líderes religiosos resolveram comentar o assunto e defender a cantora gospel. Entre eles o pastor Silas Malafaia que também já foi alvo de intolerância por parte de grupos LGBT.

“Estamos em uma democracia, ela é livre pra cantar onde ela quer e não onde os outros determinam. Que país é esse? Que questões são essas? Você é livre pra ir pra vida, isso é princípio, constitucional, democrático. Liberdade da pessoa. Qual é o problema? Ela tem o direito de querer cantar e não cantar”, declarou o pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC).

O pastor Renato Vargens, da Igreja Cristã da Aliança em Niterói (RJ), também defendeu a liberdade de expressão e religiosa e criticou os que se acham tolerantes, mas que são intolerantes.

O deputado federal Pastor Marco Feliciano também se manifestou dizendo: “Todos temos o direito de não concordar em participar de atos públicos contrários aos nossos princípios. Antes e acima de qualquer liberdade individual, está a liberdade de pensamento! […]. À minha amiga e irmã em Cristo Bruna Karla deixo meu incondicional apoio, pois em matéria de fé não transigimos um milímetro sequer!”

Assista:

PUBLICIDADE