Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Brasil/Mundo

(VÍDEO) Bolsonaro declara ‘aceitar Jesus’ em culto com pastores no Palácio do Planalto

Publicado

em

Da redação JM

Presidente Bolsonaro durante culto com líderes evangélicos no Palácio do Planalto. Foto: FPE

O presidente Jair Bolsonaro e a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, participaram nesta terça-feira (17) de um culto de Ação de Graças promovido pela Frente Parlamentar Evangélica do Congresso no Salão Nobre do Palácio do Planalto. 

+ Brasil dá ‘1º passo para a transferência da embaixada’, diz Eduardo Bolsonaro

Com líderes evangélicos de diversas e importantes denominações no país, o presidente exaltou a Deus e mais uma vez afirmou seu compromisso com o segmento.

Ao lado da primeira-dama Michelle, o presidente Jair Bolsonaro se emociona durante um culto de ação de graças no Palácio do Planalto. Foto: Mateus Bonomi

Havia cerca de 600 pastores no Salão Branco do Palácio do Planalto, segundo o pastor Fontenele, que discursou no evento. Ele disse que o culto era um “ato profético inédito na história da República”.

Além de parlamentares da frente e de representantes de igrejas, cerca de 800 convidados estavam presentes. 

Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro falou ao final do evento, em mensagem de final do ano.

— Posso ser o homem mais importante da República, mas o homem do Brasil é Deus. Faço um pedido, que eu entregue ao meu sucessor um País bem melhor do que eu peguei no corrente ano. 

+ Morte do grande evangelista Reinhard Bonnke comove evangélicos nas redes sociais

Em dois momentos de sua fala, o presidente se emocionou: ao falar do atentado a faca que sofreu durante a campanha e ao falar da família.

— Eu só pedia que Deus não deixasse órfã a minha filha de 7 anos. O resto, com amigos, com brasileiros de verdade e com Deus no coração, nós passaremos dos obstáculos.

A todos vocês neste momento. É motivo de honra, de orgulho e de satisfação vê-los, juntamente comigo, aceitado a Jesus nesta Casa que estava carente da sua Palavra”

Jair Bolsonaro
Pastor Silas Câmara, líder da Frente Parlamentar Evangélica. Foto: FPE

Líderes

A ministra dos Direitos Humanos, Damares Alves, fez uma oração, na qual disse que “chegou um novo tempo no Brasil”.

O pastor Samuel Câmara, da Assembleia de Deus citou a “Amazônia, tão bem preservada por Deus e pelos brasileiros”.

Pastor Samuel Câmara durante uma das orações feitas no culto. Foto: FPE

O bispo Renato Cardoso, da Igreja Universal, representou Edir Macedo, que está em viagem ao exterior. O pastor e ex-deputado Robson Rodovalho, da Igreja Sara Nossa Terra, afirmou a Bolsonaro: “Deus está honrando o seu governo”. “Seu coração é um coração de gratidão”, continuou.

O pastor e ex-deputado Mário de Oliveira (PR-MG), da Igreja Quadrangular, disse que o governo melhorou a economia.

Assista:

PUBLICIDADE