Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Opinião

A sua igreja realiza curso de discipulado para os novos convertidos?

O evento foi realizado no Templo Central e foi dirigido pelo pastor Ailton José Alves

Publicado

em

Nos últimos anos são cada vez mais frequentes e assustadores os números de crentes que se afastaram de suas igrejas após aceitarem a Jesus Cristo como salvador de suas vidas, tendo em vista, que em muitos casos, eles (as) deixaram à igreja, porque não tiveram nenhum tipo de treinamento, um curso para se firmarem na fé. Algumas igrejas não se preocupam em firmar os novos convertidos por meio da palavra de Deus; estão apenas preocupados com números.

Pensando nesta pauta, no último sábado (16/04) a Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Pernambuco IEADPE, realizou um culto em ações de graças pela conclusão do curso de discipulado, do ano de 2021.

O evento foi realizado no Templo Central e foi dirigido pelo pastor Ailton José Alves e a ministração da Palavra foi feita pelo Ev. Alessandro Barreto.

O que é discipulado?

Discipulado é aprender e ensinar a seguir e obedecer Jesus. Todo crente é chamado para ser discípulo e fazer outros discípulos. O discipulado põe a fé em ação.

O discipulado é parte da missão da Igreja. Jesus formou discípulos e nos deu a todos a ordem de formar mais discípulos, pelo mundo todo (Mateus 28:19-20). Discipular é:

  • discipulado, por definição, está relacionado ao cuidado de pessoas, ao acompanhamento, à instrução e ao relacionamento contínuo – como um pai que cuida do seu filho ou como um irmão mais velho. Nesse cenário, existem atitudes que fazem uma completa diferença no discipulado, quando aplicadas.Um discípulo é um seguidor de Jesus, que aprendendo seus ensinamentos, caminha conforme a sua vontade e que a cada dia busca se parecer mais com Ele em suas decisões e atitudes.Além disso, um discípulo de Cristo também recebe a missão de fazer mais discípulos, que por sua vez farão outros, e assim por diante. Jesus disse:“Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações…” (Mateus 28:19 – NTLH).

    Essa responsabilidade é do pastor, do líder, de todo cristão: fazer discípulos. Mas para isso, é preciso caminhar junto, investir tempo em relacionamentos intencionais, compartilhar a vida e acompanhar cada discípulo.

    A tarefa com os visitantes – para transformá-los em discípulos de Jesus – é um grande desafio pois requer tempo, compromisso e dedicação. Naturalmente, quando chegam visitantes nas células, pequenos grupos ou até nas igrejas, é comum querermos abraçar a todos para fazê-los discípulos.

    Contudo, é preciso ter o discernimento de que o discipulado requer entrega, tempo e responsabilidade, e que não será possível discipular muitas pessoas. Por isso, discipule alguns e faça estes gerarem mais discípulos.

    5 atitudes que fazem a diferença no discipulado

    Pensando nisso, preparamos algumas atitudes que fazem a diferença no discipulado e que são muito importantes para que possamos cumprir a Grande Comissão fazendo discípulos para Jesus. Boa leitura!

    #1 Oração

    Vamos começar com o principal: é muito importante no discipulado separar um tempo de oração dedicado aos seus discípulos. Aliás, um tempo de oração por eles e um tempo de oração com eles fará uma enorme diferença na caminhada.

    Além disso, a oração dará forças tanto para o discípulo, quanto para o discipulador, e assim, trará intimidade e unidade entre eles, ensinando o discípulo a buscar sempre as respostas para suas questões desenvolvendo uma vida de oração constante.

    #2 Ensinamento da Palavra de Deus

    O discipulado que nos faz crescer de verdade só é possível se sua base for a Palavra de Deus. Por isso, o discipulador deve ensinar o discípulo a amar a Palavra, adquirir o hábito de ler, respeitar e seguir as Escrituras. É isso que vai gerar discípulos maduros e um discipulado profundo.

    Outro ponto importante é que os conselhos do discipulador precisam estar alinhados ao que a Palavra de Deus nos instrui e não em suas próprias experiências pessoais. Não podemos esquecer que a fé vem pelo ouvir a Palavra de Deus (Rm 10:17).

    #3 Compartilhar da vida

    Umas das atitudes que fazem a diferença no discipulado é a construção de uma relacionamento genuíno e aberto, é fundamental que isso exista entre o discípulo e o discipulador.

    Assim, ambos precisam compartilhar a vida, ouvir um ao outro, descobrir coisas em comum, rir juntos, passar por vários momentos dos mais divertidos aos mais difíceis e  desfrutar da companhia um do outro.

    Em suma, é quando compartilhamos a vida que a caminhada fica mais fácil, que o exemplo arrasta, que observamos melhor os ajustes que precisamos fazer no nosso temperamento, que conseguimos suportar as pressões do dia a dia e que somos impulsionados a irmos além do que pensávamos ser possível.

    #4 Motivar Sempre

    Motivar o discípulo é um ponto chave, além de ser uma das atitudes que mais fazem a diferença no discipulado. Por isso, sonhe com seu discípulo e faça-o sonhar também. Mostre que um dia você quer que ele esteja no seu lugar e que chegue ainda mais longe tornando-se um grande líder de sucesso e excelentes discipuladores.

    Dessa forma, motive os discípulos demonstrando a eles a importância desse papel para o avanço do Reino de Deus. Além disso, apresente as oportunidades criadas para que eles também consigam ajudar.

    Cada vez mais chegarão pessoas novas, então toda ajuda sempre será bem-vinda. Discípulos motivados são ótimos para serem treinados e ficarem dispostos a auxiliar no que precisar.

    #5 Investir tempo

    O tempo é uma peça preciosa para um discipulado cristão. Assim, é mais do que importante ter tempo e atenção com cada uma das pessoas.

    Dedique tempo aos discípulos. Mesmo na correria do dia a dia, envie sempre uma mensagem dizendo que se lembrou dele, que está orando por ele e que se importa. Como faz diferença num tempo onde os relacionamentos são tão frios, saber que tem alguém que se importa de verdade.

    Além disso, você pode visitar o discípulo, chamá-lo para de alguma forma fazer parte de sua rotina e fazê-lo se sentir em família quando está com você. Depois, você acabará percebendo que ganhou um filho espiritual e que é um prazer enorme cuidar dele.

    Lembre-se: um bom discipulador percebe que ele é apenas um instrumento nas mãos do Senhor para que a vida de Deus seja derramada na vida do seu discípulo. Por isso, ele deve sempre buscar um modelo de relacionamento profundo com Jesus.

    Agora é sua vez de ajudar e compartilhar esse post nas suas redes sociais para que todos aprendam a melhor forma de cuidar de seu discipulado.

    Já conhece o Atos6?

    Baseado no conceito all-in-one, o Atos6 é o sistema de gestão para igrejas mais completo e integrado do Brasil. Com ele, é possível:

    • aumentar o alcance e o engajamento das pessoas;
    • conhecer a fundo os membros;
    • acompanhar novos convertidos;
    • receber doações mensais de qualquer lugar;
    • gerenciar seus cursos, turmas e alunos de forma simples e eficaz;
    • fazer gestão de pequenos grupos ou células;
    • fazer a gestão financeira de forma segura, eficiente e online;
    • gerenciar eventos.

PUBLICIDADE