Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Política

Vereador Hélio Santana participa do lançamento do Projeto Tocantins Catarata Zero

Publicado

em

Da redação

O vereador Hélio Santana parabenizou o lançamento do Projeto Tocantins Catarata Zero

Palmas tem uma fila de 3.220 pacientes à espera da cirurgia de catarata. Mas 60% da demanda dessa fila de espera deve ser sanada na primeira etapa do Projeto Tocantins Catarata Zero, que foi lançado na manhã da última segunda-feira, 16, e tem como objetivo justamente zerar a fila de espera pela cirurgia de correção visual em todo o Estado. A solenidade aconteceu na Escola de Tempo Integral (ETI) Almirante Tamandaré e contou com a presença de estadistas e autoridades em saúde, entre elas a senadora da república, Kátia Abreu (PDT), a prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro (PSDB), o vereador Hélio Santana (PV), além do secretário municipal de Saúde, Daniel Borini.

O projeto é vinculado à senadora Kátia Abreu, que destinou verba pública, através de emenda parlamentar, para atender a demanda dos casos no Tocantins. Cinco municípios foram contemplados e habilitados pela Portaria nº 3.072, de 25 de novembro de 2019, publicada no Diário Oficial da União (DOU). Entre eles, Gurupi, Palmas, Paraíso do Tocantins, Porto Nacional e Tocantinópolis.

+ Hélio Santana cobra votação e Projeto que reduz a tarifa de esgoto de 80% para 40% é aprovado

O vereador Hélio Santana parabenizou o lançamento do Projeto Tocantins Catarata Zero e disse que é um grande acerto da senadora da Republica, Katia Abreu, pois o mesmo irá atender a população tocantinense que é acometida pela catarata.

A Capital está inclusa no recurso de R$ 1.814.889,00. Essa verba irá contemplar 2000 procedimentos cirúrgicos eletivos e beneficiará cerca de 900 a 1000 pessoas. Lembrando que o procedimento pode ser realizado em um ou dois olhos, a depender da necessidade do paciente.

O prazo de 90 dias começa após assinatura dos contratos. A expectativa da Semus é que todos os processos estejam aptos a execução a partir do início de janeiro de 2020. O credenciamento foi definido com base no edital 1 de 2016. Uma reunião com as empresas credenciadas foi realizada no final de novembro. Na ocasião, ficou estabelecido um período de 10 dias úteis a partir do recebimento do ofício para quem tivesse interesse em participar do projeto protocolar os documentos exigidos.

Emenda

A senadora da República, Kátia Abreu, contou que sua iniciativa surgiu após conversa com um parlamentar do Piauí, a partir disso ela começou a realizar pesquisas e estudar sobre a necessidade no Tocantins em relação a demanda de cirurgias de catarata.

“Muito obrigado pelo prestígio de toda a população, às equipes de Saúde dos municípios que tanto têm ajudado, apesar das dificuldades. Nós escolhemos cinco cidades para fazermos as cirurgias, eu confesso que no começo eu imaginei que teríamos muita dificuldade, mas tivemos o apoio da prefeita Cinthia e com isso conseguimos dar andamento a esse excelente projeto”, ponderou Kátia.

Doença

A catarata é uma doença dos olhos, que consiste na intransparência parcial ou total do cristalino. Pode ser ocasionada por diversos fatores, porém, o envelhecimento é causa mais recorrente da patologia.

Atualmente a catarata é uma das principais causas de cegueira reversível no mundo. Deste modo, a resolução dos casos da doença é tipificada como uma demanda social relevante para saúde da população, por conta das mudanças que alteram a rotina diária dos cidadãos.

PUBLICIDADE