Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Mundo Cristão

Vândalos picham faixada da Assembleia de Deus em PE: “Deus é gay”

Marisa Lobo comenta que além da questão política, vivemos uma batalha espiritual

Publicado

em

A faixada da Igreja Assembleia de Deus em Guararapes (PE), liderada pelo pastor Aílton José Alves, amanheceu pichada. O crime aconteceu na madrugada da quinta-feira (31).

A porta da igreja recebeu palavras como “Deus é gay”, “bichas” e “idiotas”. O crime tem revoltado internautas em todo o país, por mostrar o ódio de alguns grupos contra os evangélicos.

“Realmente a batalha que estamos enfrentando no Brasil não é apenas política, mas trata-se de uma guerra espiritual das trevas contra a luz”, disse a psicóloga Marisa Lobo, presidente do PTB em Curitiba. “Mais um templo evangélico foi vandalizado pela esquerda”, completou.

Pichação e preconceito religioso são crimes

A lei brasileira criminaliza a pichação ( lei 9.605/98): Pichar ou por outro meio conspurcar edificação ou monumento urbano. Pena: detenção de 3 (três) meses a 1 (um) ano e multa.
Já a lei 9.459/97 criminaliza a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional. Pena: reclusão de um a três anos e multa.

Ataques a igreja se multiplicam 
Este é mais um ato de vandalismo cometido contra igrejas no país. Vale lembrar dos casos do Ceará, onde um militante do PT invadiu o templo e quebrou vários objetos. Outro caso recente foi a manifestação da esquerda em Curitiba que invadiu uma igreja católica.

PUBLICIDADE