Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Brasil/Mundo

Plenário do STF deve julgar abertura de igrejas e templos nesta quarta

Decisão irá avaliar se missas e cultos são essenciais em época de pandemia

Publicado

em

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, prevê que a liberação ou não de cultos religiosos durante a pandemia será definida pelo plenário da Corte na quarta-feira (7), apesar de a votação sobre o tema ainda não estar oficialmente marcada.

A informação foi confirmada a Igor Gadelha, analista da CNN, por auxiliares do presidente do STF. Fux ainda aguardaria, no entanto, a definição do ministro Gilmar Mendes em outros dois processos sobre o mesmo tema.

Duas decisões monocraticas de ministros da Suprema Corte são antagônicas e repercurtiram em todo o país nos últimos dias.

O  ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Kassio Nunes Marques decidiu, neste sábado (3), autorizar a realização de cultos e celebrações religiosas em todo o Brasil.

Já nesta segunda-feira (5), o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), manteve a proibição de missas e cultos no Estado de São Paulo.

PUBLICIDADE