Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Mundo Cristão

Por meio de nota, CGADB recomenda utilização das lições comentadas pelo pastor Pommerening e fala em processo disciplinar

Segundo a igreja de Abreu e Lima, o comentarista da lição, pastor Claiton Ivan Pommerening, possui “posições ideológicas marxistas.

Publicado

em

A Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) quebrou o silêncio na tarde desta sexta-feira (28) e emitiu nota sobre a polêmica criada pela Assembleia de Deus na cidade de Abreu e Lima, presidida pelo pastor Roberto José dos Santos, 2º secretário da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), que suspendeu o uso de revista da Escola Bíblica Dominical, que será lecionada no 3º trimestre de 2021, cujo tema é: ” O plano de Deus para Israel em meio à infidelidade da nação”, comentada por Claiton Ivan Pommerening.

 

Segundo a igreja de Abreu e Lima, o comentarista da lição, pastor Claiton Ivan Pommerening, possui “posições ideológicas marxistas , apologia à teologia da libertação e promoção do ecumenismo em ambientes confessionais assembleianos”.

 

No entanto, a CGADB por meio de seu presidente pastor José Wellington Júnior, afirmou que não concorda e não aceita as críticas veiculadas em mídias sociais, contrárias às lições Adultos, da EBD, do 3º trimestre de 2021.

 

Ainda de acordo com a nota, o Conselho de Doutrina, a Comissão de Apologética da CGADB e o Consultor Teológico da CGADB/CPAD, pastor Elienai Cabral, apresentaram parecer favorável pela utilização de todo o material, em razão de não encontrarem nas revistas quaisquer conteúdos contrários a Declaração de Fé das Assembleias de Deus no Brasil.

Processo Ético/Disciplinar

 

A CGADB informou também que será aberto processo ético disciplinar para apurar a conduta dos responsáveis pelos fatos e suas publicações.

 

PUBLICIDADE