Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Mundo Cristão

Pastor Felippe Valadão pode ser processado por intolerância religiosa por chamar pais de santo de ‘endemoniados’

O local onde o culto aconteceria – uma praça pública – recebeu quatro despachos

Publicado

em

O Pr. Felippe Valadão, da Igreja Batista Lagoinha em Niterói, pode ser processado por intolerância religiosa por ter falado sobre a conversão de pais de santo durante ministração na cidade de Itaboraí, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

A pregação aconteceu em evento público na última quinta-feira (19) e gerou polêmica nacional porque o pastor criticou os despachos deixados na praça onde o culto aconteceria.

“De ontem para hoje tinham quatro despachos aqui na frente do palco. Avisa aí para esses endemoniados de Itaboraí: o tempo da bagunça espiritual acabou, meu filho. A igreja está na rua. A igreja está de pé”, disse.

“Deus vai começar a salvar esses pais de santo que tem na cidade. Você vai ver coisa que você nunca viu na vida”, continuou.

A frase foi compartilhada no Twitter por um crítico do pastor e logo ganhou repercussão nas redes sociais.

O deputado Átila Nunes (MDB), relator da CPI da Intolerância Religiosa, na Alerj, vai acionar o Ministério Público para investigar o uso de dinheiro público de Itaboraí para financiar o evento.

Além disso, a deputada estadual Renata Souza (PSOL) também entrou com uma representação contra o pastor. “Não bastasse o descalabro da pregação, é preciso registrar que essa possível prática criminosa ocorreu em evento público patrocinado pela Prefeitura Municipal, agravando assim o seu sentido e alcance”, diz a representação da deputada.

PUBLICIDADE