Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Mundo Cristão

OMEP cria campanha para arrecadar recursos para pastor que foi preso na Índia por pregar o evangelho

O pastor Shyamsunder Sing foi preso porque estava pregando o Evangelho

Publicado

em

A Ordem dos Ministros Evangélicos de Palmas (OMEP) criou uma campanha de arrecadação de recursos para ajudar o pastor Shyamsunder Sing que está preso na Índia e precisa pagar a fiança.

Segundo nota da OMEP, o pastor indiano foi pego pregando o Evangelho e, por isso, foi preso e condenado a 10 anos de prisão, com base na lei “Anti-Conversão”.

Ao tomar conhecimento do caso, o Pr. Dr. Sebastião Tertuliano Filho – que é advogado e secretário da OMEP – entrou em contato com o irmão do pastor Sing, Dr. Indrapal Singh, que também é pastor e advogado, para se inteirar da situação e poder ajudar de alguma forma possível.

“Sensibilizados os pastores e líderes membros da OMEP, em Palmas (TO), estão fazendo uma arrecadação de fundos para enviá-los ao irmão do pastor preso para que ele possa pagar o valor estimulado da fiança na Índia e assim consiga restabelecer a liberdade daquele servo de Deus que se encontra encarcerado e sofrendo tortura”, diz a nota.

As doações podem ser feitas através do PIX da OMEP [email protected] ou pelo sistema https://wise.com/in/ (uma ferramenta que possibilita aos usuários transferirem dinheiro para o exterior, entre contas bancárias de países diferentes, com taxas muito mais baixas do que das instituições financeiras convencionais).

Filho, esposa do pastor preso e o advogado que é irmão do pastor Shyamsunder Sing

Na prisão, o ministro evangélico foi duramente torturado por perseguição religiosa naquele país. O Tribunal Constitucional da Índia (Supreme Court of India), que equivale a Suprema Corte do Brasil (STF) estipulou uma fiança para liberá-lo, a qual deverá ser paga impreterivelmente até o dia 17 de dezembro, próxima sexta-feira.

Lei “Anti-Conversão”

Na Índia, país de 1,4 bilhão de pessoas, localizado no sul da Ásia, a lei “Anti-Conversão” recentemente aprovada e em vigor naquele país é extremamente dura contra a evangelização e proselitismo religioso não só contra os cristãos, mas contra todos os credos religiosos em detrimento ao hinduísmo, que é a religião oficial daquela nação.

 

PUBLICIDADE