Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Política

Márlon Reis critica aumento do fundão eleitoral: “Isso é lesa pátria”

O Congresso Nacional aprovou nesta quinta o texto que aumenta o fundão de R$ 1,8 bilhão para R$ 5,7 bilhões

Publicado

em

O ex-juiz Márlon Reis usou suas redes sociais para protestar contra o aumento do fundão eleitoral que para 2022 terá um custo de quase R$ 6 bilhões que sairão dos cofres públicos para financiar a campanha política.

“Os deputados carregaram nas tintas na hora de assegurar dinheiro para as próprias campanhas. Procure saber como votaram os deputados e deputadas do seu estado”, declarou o advogado tocantinense.

Em sua crítica, Márlon Reis avaliou que em 2020, cada candidato custou R$ 3.751 reais, mas em 2022 esse valor será de R$ 200 mil por candidato. “Gente, isso é lesa pátria”, afirmou o 0 ex-juiz, autor da Lei Ficha Limpa.

“Em 2020, em eleições municipais, 533.097 candidatos dispuseram de 2 bilhões no Fundo Eleitoral. Em 2022 a Câmara definiu 6 bilhões para menos de 30 mil candidatos”, continuou ele.

O Congresso Nacional aprovou nesta quinta-feira (15) a Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2022, destinando um aumento de 207% ao fundão eleitoral, antes o valor era de R$ 1,8 bilhão para financiar campanhas eleitorais e agora o valor será de R$ 5,7 bilhões.

Na Câmara o projeto foi aprovado com 278 votos favoráveis e 145 contrários. No Senado foram 40 votos favoráveis, contra 33 contrários.

 

PUBLICIDADE