Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Opinião

Lição 01 [DINÂMICA] O Sermão do Monte o Caráter do Reino de Deus

Publicado

em

A paz do Senhor Jesus. Hoje iniciamos o estudo de mais uma lição bíblica, agora referente ao 2º Trimestre de 2022, cujo tema é OS VALORES DO REINO DE DEUS – A relevância do Sermão do Monte para a Igreja de Cristo.

Serão 13 aulas de profundas reflexões sobre este maravilhoso assunto.

Nesta lição de número 1 estudaremos o tema O Sermão do Monte: o Caráter do Reino de Deus. Veremos que o Sermão do Monte traz um ensinamento que, em um primeiro instante, volta-se plenamente para Deus; e, noutro, revela o lado ético do divino reino: amar o próximo. Esses dois momentos perfazem os pilares da vida cristã (Mt 22.37,39). Assim, o Sermão do Monte é um convite para praticar o que Jesus ensinou.

Para o vídeo de subsídio de hoje trataremos dos aspectos que envolvem este famoso e importante trecho do Evangelho e como a Igreja deve praticar as verdades nele ensinadas.

Antes de iniciar peço também que não esqueça de se inscrever no canal e deixar sua curtida, pois é muito importante para nosso trabalho.

Vamos então ao assunto desta abençoada lição.

O que é o sermão do Monte?

As palavras de Jesus Cristo registradas nos capítulos 5, 6 e 7 de Mateus são frequentemente chamadas de Sermão da Montanha. A razão para esta designação é que Jesus “subiu a um monte” ( Mateus 5:1 ) para entregar esta mensagem. Aparentemente, Ele fez isso para tornar mais fácil para Seu público ouvir o que Ele ia dizer.

De acordo com John RW Stott, “O Sermão da Montanha é provavelmente a parte mais conhecida do ensino de Jesus, embora sem dúvida seja a menos compreendida e certamente a menos obedecida” ( The Message of the Sermon on the Mount ). , 1973, pág. 15).

O tom e os ensinamentos do Sermão da Montanha caíram radicalmente nos ouvidos de Seus discípulos, que se reuniram para ouvi-Lo falar enquanto Ele se sentava na encosta de uma montanha. Esta era a postura típica que um professor tomaria antes de explicar a lei, explica uma Bíblia de Estudo.

O Sermão da Montanha, registrado no Evangelho de Mateus, inclui alguns dos ensinamentos mais conhecidos de Jesus. Cristo Jesus não veio para substituir a lei judaica, mas para cumpri-la. Nosso Salvador falou de uma maneira que todos podiam entender, mas neste sermão, Ele puxou Seus discípulos para mais perto. Cada palavra era intencional e cheia de sabedoria para viver, não apenas regras para seguir religiosamente.

Jonathan Pennington escreveu que “a mensagem de Jesus no sermão é que Deus é nosso Pai que vê e se preocupa com o coração, não apenas com atos justos externos e religião”.

Resumo do Sermão da Montanha: Bem-aventuranças e aplicação da lei

O sermão de Jesus começa em Mateus 5 com uma descrição daqueles que seriam abençoados por Deus. Por exemplo, “Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos” (Mateus 5:6).

Os versículos que começam com a palavra “bem-aventurado” (Mateus 5:3-11) são comumente chamados de “beatitudes” — significando um estado de felicidade suprema. Em essência, Jesus está afirmando que essas perspectivas se tornariam os estados mentais de todos os que se tornariam Seus discípulos.

O restante do sermão dá mais detalhes sobre conversão – como ser um cristão.

Como ser um cristão

Jesus Cristo ensinou que Seus discípulos deveriam ser o sal da terra e a luz do mundo. Foi-lhes ordenado: “Assim brilhe a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus” (Mateus 5:16). Os exemplos dos cristãos devem refletir a justiça de Deus para o mundo ao seu redor; e ao fazê-lo, suas ações brilhariam como luzes.

Seguir esta admoestação é uma declaração que é vital para entender, mas muitas vezes mal compreendida: Cristo disse que Ele não veio “para destruir a Lei ou os Profetas” ( versículo 17 ).

Neste versículo, Ele enfatizou: “Eu não vim para destruir, mas para cumprir” – que é o oposto de destruir. Jesus afirmou ainda que “aquele que os cumprir e ensinar [os mandamentos], será chamado grande no reino dos céus” ( versículo 19 ; veja “ Jesus e a Lei ”).

Espírito da lei

O que se segue é uma explicação detalhada da compreensão espiritual e aplicação dos 10 Mandamentos. Por exemplo, Jesus instruiu a audiência que era uma violação espiritual da lei ficar zangado com uma pessoa sem causa ( versículo 22 ). Ele também disse que os homens devem evitar o adultério, até o ponto de evitar cobiçar as mulheres em seus corações ( versículo 28 ).

Imagine um mundo em que essas duas admoestações fossem obedecidas — na letra e no espírito da lei! Não haveria raiva na estrada ou abuso verbal violento. As pessoas tentariam resolver suas diferenças pacificamente, e o foco seria a reconciliação. Casamentos seriam salvos, famílias prosperariam e todo tipo de pornografia deixaria de existir.

Então Jesus Cristo deu algumas das instruções mais difíceis de seguir: “Amai os vossos inimigos” e “sede perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus” ( versículos 44, 48 ).

Deus ama todos os povos. Ele tem profunda preocupação até mesmo por aqueles que tomam Seu nome em vão e rejeitam Sua própria existência. Esse mesmo nível de amor que Ele tem por toda a humanidade é um amor que Ele quer que cada pessoa demonstre para com os outros.

Por que o Sermão da Montanha é tão importante?

William Barclay resumiu muitos pontos de vista sobre a importância do Sermão da Montanha:

“Um grande erudito chamou o Sermão da Montanha de ‘Discurso de Ordenação aos Doze’. Assim como um jovem ministro tem sua tarefa proposta diante dele, quando é chamado para seu primeiro cargo, os Doze receberam de Jesus seu discurso de ordenação antes de saírem para sua tarefa. É por essa razão que outros estudiosos deram outros títulos ao Sermão da Montanha. Tem sido chamado de ‘O Compêndio da Doutrina de Cristo’, ‘A Magna Carta do Reino’, ‘O Manifesto do Rei’. Todos concordam que no Sermão da Montanha temos a essência do ensino de Jesus para o círculo íntimo de seus homens escolhidos” ( Daily Study Bible de William Barclay, notas sobre Mateus 5).

Mas não foi apenas para os 12 discípulos ou o público que primeiro ouviu a mensagem. Deus inspirou Mateus a registrar as palavras poderosas e memoráveis ​​do Sermão da Montanha de Jesus para os cristãos ao longo dos tempos e para nós hoje.

Conclusão

O Sermão do Monte é a base ética do Reino de Deus. Nele, constatamos o lado divino de uma atitude amorosa do cristão para com Deus, bem como para com o próximo. Se cada crente fizesse do Sermão do Monte o seu norte ético de vida, as polêmicas não teriam lugar entre nós, não haveria espaço para meras opiniões intelectuais, visto que o propósito deste sermão é que cada crente seja como Deus quer que ele seja.

DESCRIÇÃO

DINÂMICAS

Temos dinâmica da Palavra Cruzada e você pode baixar clicando nos links abaixo:

Palavra Cruzada em branco: https://bit.ly/3uL8YWl

Palavra Cruzada respondida: https://bit.ly/3NH2lNl

Agora é só imprimir e levar para a sala de aula. Seus alunos vão amar e vai servir como um bom ponto de contato para o início de sua aula.

O CANAL

Eu sou Sergiano Reis e te convido a estudar comigo esta bela aula sobre a inerrância da Bíblia – A Palavra de Deus.

Dicas e sugestões? Via e-mail [email protected]

#aleituraldabíbliaeaeducaçãocristã #escoladominical #lição13

Bibliografia

Gomes. Osiel,. Os Valores do Reino de Deus: A Relevância do Sermão do Monte para a Igreja de Cristo. Editora CPAD. 1ª edição: 2022. pag. 15-21.

PUBLICIDADE