Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Brasil/Mundo

Jair Bolsonaro lamenta a legalização do aborto na Colômbia

Publicado

em

Nesta terça-feira (22), o presidente Jair Bolsonaro lamentou a decisão da Justiça colombiana que passou a permitir o aborto até a 24ª semana de gestação.

Defensor da vida, o presidente brasileiro foi o único da América Latina a falar com pesar sobre o que aconteceu no país vizinho.

“Que Deus olhe pelas vidas inocentes das crianças colombianas, agora sujeitas a serem ceifadas com anuência do Estado no ventre de suas mães até o 6° mês de gestação, sem a menor chance de defesa. No que depender de mim, lutarei até o fim para proteger a vida de nossas crianças!”

Grupos feministas e movimentos de esquerda elogiaram a decisão da Colômbia. Enquanto isso, vários políticos conservadores se posicionaram contra. Entre eles o deputado federal pastor Marco Feliciano.

“O assunto é tão estarrecedor que vou reverberar à exaustão! Fotos de crianças com 6 meses de gravidez mostram uma pessoa completa, inclusive há casos de sobrevivência de prematuros. Aprovação de aborto na Colômbia é tragédia da humanidade, pergunto: cadê a Igreja daquele país?”, disse o parlamentar.

O vereador de Belo Horizonte (MG), Nikolas Ferreira, escreveu: “O diabo não chega com capa vermelha, chifre e tridente, geralmente ele chega defendendo o aborto”.

PUBLICIDADE