Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Mundo Cristão

Igreja vai promover impacto humanitário em Melgaço, município com pior IDH do país

A ação que envolve centenas de voluntários deve durar dez anos e visa a melhoria da qualidade de vida e o desenvolvimento social e econômico do município

Publicado

em

Melgaço, localizado na ilha do Marajó, amargou em 2010 o pior índice de desenvolvimento humano (IDH) do Brasil, com nota 0,418 – em uma escala de 0 a 1 -, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1). Essa é uma medida que permite comparar a qualidade de vida entre municípios do país e do mundo, levando em consideração não só aspectos econômicos, mas também sociais.

Em uma área de mais de 6.700 metros quadrados, 28 mil pessoas apresentam graves problemas, ampliados com a crise da Covid-19, em setores como saúde, educação, saneamento, alimentação, sociais, culturais, além da escassez de itens básicos.

Com o objetivo de reverter esse quadro e iniciar uma ação que deve perdurar pelos próximos dez anos, a Igreja Assembleia de Deus com o apoio de várias instituições inicia nos dias 14 e 15 deste mês o Impacto Humanitário no município. Mais de mil pessoas, entre médicos, dentistas, psicólogos, nutricionistas, professores, assistentes sociais, pedreiros, costureiras, padeiros e outros profissionais, todos voluntários, estarão no município para auxiliar na diminuição da pobreza extrema do local.

Serão ofertados atendimentos médicos, odontológicos, psicológicos, nutricionais, além da emissão de documentos, de doações de alimentos, medicamentos, água, roupas e itens de higiene, assim como de móveis residenciais. Serão construídas e entregues casas para as pessoas mais necessitadas no município. Também serão ministradas palestras sobre prevenção de abuso e exploração sexual. “Deixaremos estabelecidas lá nossa base humanitária e ficaremos lá até que Melgaço deixe de ser o pior IDH do Brasil”, planeja o presidente da Igreja Assembleia de Deus em Belém, Pastor Samuel Câmara.

Trabalho

A educação no município também apresenta falhas claras. De acordo com o IBGE, 15% da população com mais de 15 anos não sabem ler ou escrever. Outra grande parte é analfabeta funcional. Ao todo, são 104 escolas, sendo somente uma de ensino médio. Esse quadro reflete diretamente na produção econômica de Melgaço.

No município, apenas 3,9% da população tem alguma ocupação formal, sendo 53 empresas empregando formalmente somente 1.108 pessoas. O PIB per capta é de R$ 6.548,45, onde 55,5% da população tem rendimento nominal mensal per capita de até meio salário mínimo.

Para gerar renda e estimular a economia local, a base humanitária que ficará montada após a ação de junho ofertará cursos e workshops profissionalizantes e empreendedorismo. “Serão vários treinamentos para profissionalização, além da instalação de pequenas empresas para gerar trabalho e renda no município”, diz o Pastor Samuel.

Para prover algumas atividades, a ação recebe apoio de instituições como Federação das Indústrias do Estado do Pará, por meio do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e Serviço Social da Indústria (SESI). Este, levará no dia 14 ações recreativas para as crianças e serviços de odontologia. Já o SENAI oferece para a comunidade, de 13 a 17 de junho, o Curso de Manutenção de Motor de Popa. Em julho, a entidade oferta o curso de Costureiro Industrial, com duração de 160 horas (4 meses).

Posteriormente, até 2023, serão realizados cursos do SENAI nas áreas de Construção Civil, Técnico Administrativo e Informática. “Nosso objetivo é contribuir para o desenvolvimento de uma região que sofre por estar longe dos grandes centros. Com os cursos que estamos levando, oferecemos uma atividade que terá um efeito positivo na geração de renda da comunidade de Melgaço”, afirma Dário Lemos, superintendente regional do SESI e diretor regional do SENAI.

Além dessas parcerias já firmadas, a Assembleia de Deus está buscando outras, para a continuidade do projeto. “Estamos pensando em pessoas felizes, menos gente chorando, passando fome, sem ter onde morar. Mais gente lendo e escrevendo, profissionalizada e ganhando o seu dinheiro”, diz Pastor Samuel.

Doações

Todos os que irão auxiliar no Impacto Humanitário em Melgaço são voluntários, que unem pessoas que estão doando seu tempo, mão de obra profissional e materiais novos e usados, que serão entregues à população do município.

Para manter a ação, a Igreja pede a doação de cestas básicas, medicamentos, apoio financeiro, água mineral, roupas, óculos de grau, materiais de obra, itens de higiene pessoal e mobílias para serem entregues às pessoas que mais necessitam no município. “Nós estamos precisando de pessoas que queiram dar o seu tempo e ir. Se você não puder, ajudar uma pessoa que queira ir, mas não pode por conta de pequenas despesas. Também pode mandar um pouco de você, por meio das doações”, explica o Pastor Samuel.

111 anos

A atividade faz parte das celebrações dos 111 anos da Igreja Assembleia de Deus. Em 10 de junho de 1911, em Belém, os missionários suecos Gunnar Vingren e Daniel Berg fundaram a Assembleia de Deus. Inclusive, Soure, município que dá suporte a Melgaço, foi um dos primeiros lugares no Pará que receberam a mensagem pentecostal de Daniel Berg, no mesmo ano de fundação da Igreja, além de Afuá, também da ilha do Marajó, em 1914.

Para relembrar a data histórica, a Igreja está com programação que envolve também o tradicional teatro de reconstituição para relembrar a chegada dos pioneiros. A encenação será no dia 18 de junho, às 9h, na Escadinha do Porto de Belém e envolve cerca de 50 mil pessoas a cada edição, vindas de navios e vestidas em trajes de época do século XX. Na noite do mesmo dia, ocorrerá a grande celebração dos 111 anos no Centenário Centro de Convenções.

No dia 18 de junho, será a celebração dos 111 anos no Centenário Centro de Convenções e, no dia 21 de junho, ocorre o encerramento das comemorações no Centenário Centro de Convenções.

(1) Fonte: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/pa/melgaco

Serviço

Doações para o Impacto Humanitário em Melgaço

Materiais para doações devem ser entregues no Templo Central, localizado na Avenida Governador José Malcher, 1593

Dinheiro, débito, crédito e Pix, com chave: [email protected]

Pastor Elvis Ribeiro: (91) 98814-4784

Programação dos 111 anos da Igreja Assembleia de Deus

Impacto Humanitário em Melgaço-PA

Saída da embarcação de Belém para Melgaço

Local: Porto Bom Jesus – Av. Bernardo Sayão, 2000 – Jurunas

Data e hora: 13 de junho, segunda-feira, às 18h

Reconstituição da Chegada dos Pioneiros

Local: Escadinha do Porto de Belém

Data e hora: 18 de junho, sábado, às 9h

Grande celebração dos 111 anos

Local: Centenário Centro de Convenções

Data e hora: 18 de junho, sábado, às 19h

Encerramento dos 111 anos

Local: Centenário Centro de Convenções

Data e hora: 21 de junho, terça-feira, às 19h

Mais informações e entrevistas com o Pastor Elvis Ribeiro, pelo telefone (91) 98814-4784, e com o Pastor Philipe Câmara, da Igreja Assembleia de Deus, pelo telefone (91) 98481-3213.

https://drive.google.com/file/d/1uOXTeasixjYXy2HnKc0mqXqpzmG7WbI8/view

PUBLICIDADE