Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Bastidores

Frente Parlamentar Evangélica comemora indicação de André Mendonça ao STF

Com a indicação, Bolsonaro cumpre promessa de indicar alguém “terrivelmente evangélico” para o STF

Publicado

em

Saiu na edição do Diário Oficial da União desta terça-feira (13) a oficialização da indicação de André Mendonça, atual Advogado-Geral da União, para a vaga deixada por Marco Aurélio de Mello no Supremo Tribunal Federal.

A Frente Parlamentar Evangélica (FPE), através de uma nota, comemorou a escolha do presidente e lembrou que assim ele cumpre o que prometeu quando falou em colocar no STF alguém “terrivelmente evangélico”.

“O Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, não somente cumpre com a sua promessa, mas também dá a devida honra àqueles que hoje já somam quase 40% da nação brasileira, os evangélicos.
Acreditamos que se trata de uma indicação mais que acertada”, diz trecho da nota.

André Mendonça é pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil. Ele chegou a ocupar o cargo de Ministro da Justiça, indo para a AGU na última mudança ministerial feita pelo presidente.

Agora ele será sabatinado no Senado, onde seu nome deverá ser confirmado, só então ele tomará posse do cargo como ministro do STF.

 

Leia a nota da FPE na íntegra:

A Frente Parlamentar Evangélica do Congresso Nacional vem a público, orgulhosamente, externar os sentimentos de regozijo e satisfação na indicação do senhor Ministro André Luiz Mendonça para o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal.

O Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, não somente cumpre com a sua promessa, mas também dá a devida honra àqueles que hoje já somam quase 40% da nação brasileira, os evangélicos.
Acreditamos que se trata de uma indicação mais que acertada. O Ministro André tem formidável currículo acadêmico, extenso conhecimento jurídico e trajetória impecável, fazendo da sua escolha a mais acertada para o momento.

Rogamos a graça divina sobre sua vida, suas decisões e seu caminhar! Parabéns, André Luiz Mendonça, o nosso novo ministro do STF! Deus lhe abençoe.

PUBLICIDADE