Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Tocantins

Fantástico: Testemunha acusa Carlesse de usar estruturas do governo e da polícia para cobrar propinas de empresários do setor da saúde

Os hospitais e clínicas que eram extorquidos para receberem valores do Plansaúde

Publicado

em

A reportagem especial do programa Fantástico deste domingo (31) mostrou depoimentos de uma testemunha do processo que gerou o afastamento do governador Mauro Carlesse.

O médico Luciano Teixeira deu detalhes de como a estrutura do governo e da polícia teria sido usada para cobrar propinas de empresários do setor de saúde.

Os hospitais e clínicas que eram extorquidos tinham que pagar valores que constavam em notas emitidas por empresas que faziam parte do esquema. Depois de pago, as notas eram canceladas.

Os valores da propina eram negociados pelo secretário especial de Parcerias e Investimentos, Claudinei Aparecido Quaresemin, sobrinho do governador e que também foi afastado do cargo.

Luciano declara que dois parentes que administram o hospital da família estiveram com Claudinei em junho de 2019, para cobrar as dívidas do Plansaúde, o plano de assistência médica dos servidores públicos do Tocantins.

Um dos supostos pagamentos de propina foi registrado em vídeo, dois meses depois dessa reunião.

Carlesse e vários servidores foram afastados a pedido da Justiça no dia 20 de outubro. Eles são investigados de vários crimes, entre eles lavagem de dinheiro e obstrução.

Assista:

 

PUBLICIDADE