Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Tocantins

Escolas municipais de Palmas retomam aulas 100% presenciais

Atendimento remoto continua acontecendo para crianças com comorbidades ou para aquelas cujos pais ou responsáveis optarem por essa modalidade de ensino

Publicado

em

Adaptadas e seguindo os protocolos sanitários de segurança contra a Covid-19, as 78 unidades educacionais da rede municipal de ensino da Capital retornaram às atividades 100% presenciais nesta segunda-feira, 04. Para essa retomada, a Prefeitura de Palmas levou em consideração a diminuição no número de casos de Covid-19 e o avanço da vacinação na população em geral, incluindo os professores e pessoas a partir de 12 anos de idade.

Com o retorno das aulas 100% presenciais, as escolas retomam o calendário escolar de antes da pandemia, com aulas de segunda a sexta-feira, e os alunos deixarão de ser divididos em grupos, com escalonamento semanal de estudo, como vinha acontecendo desde o início do segundo semestre letivo, em agosto. Mas a volta às aulas presenciais não é obrigatória, de acordo com a portaria 0299/21, publicada no Diário Oficial do Município no dia 29 de setembro. O atendimento remoto continuará acontecendo para crianças com comorbidades ou para aquelas cujos pais ou responsáveis optarem pelo não retorno às atividades presenciais.

Nesse caso, os pais ou responsáveis deverão procurar a unidade educacional do seu filho para assinar um termo de responsabilidade, no qual também se declara ciente de que o ano letivo de 2021 terá que ser concluído na modalidade remota, com atividades pedagógicas impressas ou on-line, por meio da ferramenta Palmas Home School ou pela transmissão via YouTube, das Salas Interativas.

Protocolos sanitários

Para a retomada das atividades 100% presenciais, todas as unidades educacionais foram adaptadas, seguindo os protocolos sanitários de segurança, e estão equipadas com totens com álcool em gel, pias com água e sabão, tapetes sanitizantes, aferidor de temperatura e marcadores de distanciamento, garantindo, assim, maior segurança no atendimento dos alunos e professores.

Além disso, mesmo estando vacinados, os profissionais que atuam nas unidades educacionais, bem como os alunos, deverão seguir os protocolos de segurança sanitária como: usar máscara durante todo o período em que estiverem dentro da escola, higienizar sempre as mãos com álcool em gel e evitar o contato físico.

PUBLICIDADE