Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Política

Em encontro com líderes evangélicos, Bolsonaro discute indicação de Mendonça para o STF

Grupo não tem “plano B” para indicação ao STF e Senado está segurando a realização da sabatina

Publicado

em

Nesta quarta-feira (15), líderes evangélicos estiveram reunidos com o presidente Jair Bolsonaro para discutir sobre a indicação de André Mendonça para o Supremo Tribunal Federal (STF).

Com a sabatina sem data para acontecer no Senado por questões políticas do senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), presidente da CCJ, que desde julho está adiando a entrevista que poderá classificar Mendonça para a vaga.

Entre os pastores presentes neste encontro estavam Silas Malafaia, Estevam Hernandes e César Augusto. A reunião aconteceu horas depois que o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, recebeu parlamentares da Frente Evangélica e outros líderes religiosos.

O presidente declarou que não está disposto a retirar sua indicação “terrivelmente evangélica” ao STF, mas a indicação de Mendonça está “por um fio” em razão da rejeição do Senado.

“O presidente [prometeu um evangélico no STF] na campanha eleitoral e depois dela. Nós não botamos faca no pescoço, foi a palavra dele”, disse Malafaia.

“Não temos outro nome, todos estão fechados com o André”, afirmou o apóstolo Estevam Hernandes.

“O presidente reafirmou que não tem outra opção, a opção é o André, só o André. Estavam todos os líderes aqui. Foi muito positivo, muito positivo mesmo”, disse o apóstolo César Augusto.

PUBLICIDADE