Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Brasil/Mundo

Em culto de posse, Mendonça relembra que estado laico é conquista protestante

Culto de ação de graças aconteceu na Catedral Baleia, em Brasília

Publicado

em

Durante o culto realizado na sede nacional da Igreja Assembleia de Deus Madureira, em Brasília, o novo ministro do Supremo Tribunal Federal, André Mendonça, voltou a defender o Estado laico.

Ao presentes, entre autoridades, amigos e convidados, Mendonça lembrou que divisão entre Estado e Igreja é “uma defesa histórica da igreja reformada e da igreja evangélica”.

“Sob aspecto religioso, alguém que reconhece e defende a importância do estado laico. Alias, essa é uma defesa histórica da igreja reformada e da igreja evangélica”, disse ele.

Mendonça foi empossado na tarde desta quinta-feira (16), no STF, em uma cerimônia rápida com duração de 30 minutos. No período do noite, o culto celebrado pelo bispo Samuel Ferreira celebrou o primeiro ministro da Suprema Corte que é pastor evangélico.

Ao falar do desafio de chegar ao cargo, o ministro “terrivelmente evangélico” citou seu compromisso com a Constituição Federal. “De um lado, muitos imaginam que chegar ao STF seja o ápice da carreira jurídica. Tenho a consciência de que é apenas o início de uma grande e desafiadora jornada, uma caminhada que deve ter como foco o serviço ao meu país e a implantação permanente e substancial dos valores do estado democrático de direito, tais valores estão presentes já no preâmbulo da nossa Constituição, que inclusive fala em Deus”, disse.

PUBLICIDADE