Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Política

Eli Borges defende o fim das bandeiras na tarifa de energia: “Chovendo ou não chovendo, o cidadão tem o mesmo salário”

A Câmara aprovou o projeto que impede cobrança de ICMS sobre custo adicional de energia

Publicado

em

O deputado federal Eli Borges (PL-TO) defendeu o fim das bandeiras tarifárias na conta de energia elétrica, pois na seca a conta fica maior do que os brasileiros podem pagar.

O parlamentar tocantinense defende a extinção deste sistema criado pela ex-presidente Dilma Rousseff e argumenta que o salário do brasileiro não muda de acordo com o tempo.

“Chovendo ou não chovendo, o cidadão brasileiro tem o mesmo salário”, disse Eli Borges. “Em qualquer período do ano ele tem o mesmo poder aquisitivo e não justificaria alterar, na vida do cidadão que paga, o valor da sua energia em função das bandeiras”, completou.

A fala foi dada durante a discussão do projeto que acaba com cobrança de ICMS sobre bandeiras tarifárias. Aprovado pela Câmara na noite desta quarta-feira (8), o texto tem como objetivo reduzir a conta de luz.

Além de apoiar o texto, Eli Borges reforça que é hora de extinguir este sistema de cobrança de bandeiras. “É hora de pensar mais no cidadão já sofrido que trabalha mais de 162 dias por ano só para pagar impostos e taxas no Brasil”, declarou.

PUBLICIDADE