Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Brasil/Mundo

Ditadura? Na Bahia, Governo afasta servidores por não comprovarem vacinação, inclusive militares

Entre servidores afastados estão 141 funcionários da Polícia Militar e 38 da Secretaria de Educação.

Publicado

em

O governo petista da Bahia publicou no Diário Oficial as portarias que orientam o afastamento temporário de 283 servidores de 13 órgãos e secretarias do estado, por não comprovarem a vacinação contra a covid-19. A medida tem prazo de 90 dias e pode ser prorrogada por igual período.

A determinação para que servidores públicos informassem a imunização foi publicada em 27 de novembro do ano passado. Eles devem ainda anexar o comprovante da vacina com a aplicação da primeira e segunda doses, além da dose de reforço.

Foram afastados servidores da Secretaria da Educação (38), Uneb (34), Uesb (22), Fundac (8), Irdeb (3), Secretaria de Administração Penitenciária (8), Polícia Civil (8), Polícia Militar (141), Departamento de Polícia Técnica (1), Secretaria da Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (1), Secretaria da Saúde (15), Secretaria de Desenvolvimento Econômico (1) e Secretaria da Fazenda (3).

Os órgãos manterão uma rotina regular para a publicação de novas suspensões cautelares, na medida em que for encerrado o prazo para que os servidores notificados apresentem comprovantes da vacina ou justificativa médica para não receber a imunização.

Saiba + Sensato, Ronaldo Caiado sanciona lei que proíbe a vacinação obrigatória contra a Covid-19 em Goiás

Saiba + Prefeitura de Taguatinga exige comprovante de vacinação dos servidores; não vacinados serão demitidos

PUBLICIDADE