Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Política

Bolsonaro cogita não disputar a reeleição caso não tenha voto auditável

O presidente não está satisfeito com os trâmites da Câmara para rejeitar o projeto de lei do voto impresso

Publicado

em

presidente jair bolsonaro

Durante conversa com os apoiadores  nesta segunda-feira (19), o presidente Jair Bolsonaro declarou que pode desistir da candidatura à reeleição em 2022 caso o Congresso não aprove o projeto que pede voto impresso auditável.

“Eleição sem voto auditável não é eleição, é fraude”, disse o presidente.

“Olha, eu entrego a faixa para qualquer um se eu disputar eleição…”, deixou no ar Bolsonaro. “Agora, participar dessa eleição com essa urna eletrônica…”, completou, dando a entender que pode não concorrer à reeleição se não houver a mudança.

Bolsonaro é um dos defensores do voto auditável, ele realmente acredita que o sistema eletrônico pode ser fraudado.

Ao justificar a sua posição pelo voto impresso, o presidente declarou que seria o TSE que, “de forma secreta” teria os votos impressos para auditar o resultado eletrônico.

Durante a declaração, o chefe do Executivo voltou a atacar o presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, que tem criticado o projeto de voto auditável.

“O Barroso foi para dentro do Parlamento fazer reunião com os congressistas. E acabou a reunião, o que vários líderes fizeram? Trocaram os parlamentares para votar contra o parecer do deputado Filipe Barros [PSL-PR], relator do projeto”, afirmou.

PUBLICIDADE