Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Política

Bancada Evangélica promete impedir aprovação de lei que legaliza jogos de azar

“Se hoje, da forma que é, já temos a destruição de 20 milhões diretamente, imagine com o jogo regularizado”, disse Cezinha de Madureira

Publicado

em

O deputado Cezinha de Madureira (PSD-SP), líder da Frente Parlamentar Evangélica, declarou que a bancada vai entrar em obstrução para impedir que o Congresso Nacional aprove a proposta que legaliza os jogos de azar.

O requerimento de urgência para o projeto entrará em pauta esta semana, propondo legalizar atividades como jogo do bicho, bingo, máquinas de caça-níquel e cassinos.

“Nós da frente parlamentar evangélica, frente cristã, católica, somos terrivelmente contra esse projeto e vamos obstruir aqui até o momento que derrubarmos essa proposta”, disse Cezinha.

“Esse tema traz uma desgraça para as famílias brasileiras. Se hoje, da forma que é, já temos a destruição de 20 milhões diretamente, imagine com o jogo regularizado no país”, justificou.

O requerimento de urgência, se aceito, impedirá que o projeto passe pelas comissões especiais e seja votado diretamente no Plenário. O requerimento seria votado na segunda-feira (13), pelo baixo quórum, o vice-presidente da Câmara, Marcelo Ramos (PL-AM) retirou de pauta.

Naquele dia, o deputado federal Eli Borges (SD-TO) levou várias informações relevantes que justificam sua posição de que os jogos de azar trazem malefícios para a sociedade, aumentando uma série de crimes como estupro, roubos, furtos e outros.

PUBLICIDADE