Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Brasil/Mundo

Aras diz que manifestações foram ‘festa cívica’ e defende o diálogo entre os poderes

Aras também afirmou que “a voz da rua é a voz da liberdade e do povo”

Publicado

em

O Procurador-Geral da República (PGR), Augusto Aras, declarou que as manifestações do dia 7 de setembro foram uma ‘festa cívica’, contrariando a fala do ministro Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal.

O PGR fez essa afirmação durante a abertura da sessão do STF desta quarta-feira (8), onde ele defendeu o diálogo como “caminho para a paz” na democracia.

“Acompanhamos ontem uma festa cívica, com manifestações pacíficas que ocorreram hegemonicamente de forma ordeira pelas vias públicas do Brasil. As manifestações do 7 de setembro foram uma expressão de uma sociedade plural e aberta, característica de um regime democrático”, disse.

Aras também afirmou que “a voz da rua é a voz da liberdade e do povo, mas não só. A voz das instituições, que funcionam a partir das escolhas legítimas do povo e de seus representantes, também é a voz da liberdade. Como previsto na Constituição Federal de 1988 e nos nossos sistemas de lei, discordâncias, sejam políticas ou processuais, hão de ser tratadas com civismo e respeitando o devido processo legal e constitucional”.

PUBLICIDADE