Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Política

Valderez comemora repasse estadual de R$ 3 milhões para realização de cirurgias eletivas

O valor inclui pagamento de bonificação para os profissionais responsáveis por cada procedimento.

Publicado

em

O Governador em exercício Wanderlei Barbosa autorizou na tarde desta quarta-feira, 3, repasse na ordem de R$ 3 milhões, oriundos do Tesouro Estadual, para a Secretaria de Estado da Saúde (SES), que serão utilizados na realização de cirurgias eletivas incluindo o pagamento de bonificação para os profissionais responsáveis por cada procedimento. Durante o ato, o Governo do Estado entregou três equipamentos de ultrassonografia aos municípios de Barrolândia, Cristalândia e Marianópolis.

A deputada estadual Valderez Castelo Branco prestigiou o evento ao lado das demais autoridades e agradeceu ao Governador pela atenção especial às cirurgias eletivas que se tornaram uma demanda crescente durante a pandemia da Covid-19. “Este recurso vem em boa hora, assim como os aparelhos de ultrassonografia, para atender a necessidade da nossa gente que não pode realizar os procedimentos cirúrgicos ou mesmo um exame por causa das medidas de combate contra o coronavírus”, declarou.

O Governador destacou ainda que a SES visitou todos os hospitais e conversou com os diretores. “Queremos essa integração para resolver essa demanda. Aquele que estiver com uma demanda menor, que possa ceder o espaço para que as cirurgias de pacientes de outras cidades possam ser realizadas. E vamos incentivar os profissionais para que mesmo no momento que estiverem de folga, se tiver condições físicas, possam fazer as cirurgias para esvaziarmos a fila”, destacou.

Cirurgias

A autorização do repasse de R$ 3 milhões para as cirurgias eletivas possibilitará a realização de 3.098 cirurgias até janeiro de 2022 nos hospitais estaduais, sendo 2.186 só no último trimestre de 2021. Quanto ao pagamento da premiação – PAGH Cirúrgico – serão priorizados 458 tipos de procedimentos entre cirurgia geral, ginecologia, urologia, pediátrica, cabeça e pescoço, cardiologia, otorrinolaringologia, aparelho digestivo, mastologia, bariátrica, neurologia, vascular e ortopedia.

Presenças

Também estavam presentes os diretores dos hospitais estaduais; o deputado estadual Nilton Franco; o Secretário de Saúde, Afonso Piva, o Secretário-Executivo Quesede Ayres e os prefeitos Adriano Ribeiro, de Barrolândia; e Isaias Piagem, de Marianópolis.

PUBLICIDADE