Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Tocantins

Pastores de Guaraí emitem nota de repúdio após prefeitura de Guaraí oferecer 1 mil para custear evento em Exposição Agropecuária

A Prefeitura, afirmou que segue a recomendação do Tribunal de Contas do Estado (TCE/TO) publicada no Boletim Oficial do TCE,

Publicado

em

A Prefeitura de Guaraí, divulgou neste sábado, 7, nota de esclarecimento, após o Conselho de Ministros Evangélicos de Guaraí (Comeg), emitir nota de repúdio a gestão de Fátima Coelho. Em nota, a prefeitura afirmou que viu com surpresa a nota do Conselho, afirmando que os líderes evangélicos solicitaram o valor de R$ 60 mil para a realização de show gospel na 31ª Exposição Agropecuária do Município, no entanto, a Prefeitura afirmou que iria disponibiizar apenas o montante de R$ 1 mil.

O Comeg havia solicitado apoio para contratar a Banda Som e Louvor para se apresentar na 31ª Exposição Agropecuária. Segundo o Comeg, a gestão municipal faltou com respeito: “Repudiamos essa falta de respeito! Melhor seria não propor nada. Como sempre querem a participação dos evangélicos, porém apresentam propostas indecentes como essa”, é frisado na nota de repúdio.

Entretanto, a Prefeitura, afirmou que segue a recomendação do Tribunal de Contas do Estado (TCE/TO) publicada no Boletim Oficial do TCE, do dia 28 de abril, na qual orienta os municípios tocantinenses a não realizarem contratação de bandas para eventos comemorativos e que o valor de R$ 60 mil é toda a contrapartida que a prefeitura destina para a Exposição Agropecuária de Guaraí, de maneira que fica a critério dos organizadores da ExpoGuaraí a distribuição, contratação e programação do evento.

Segundo a Prefeitura, o valor de R$ 1 mil que a prefeitura colocou à disposição do Comeg, é por meio da Lei Municipal n°. 474/2013, que autoriza o Poder Executivo a efetuar doação, a fim de custear despesas geradas com a realização de eventos, inclusive religiosos.

PUBLICIDADE