Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Mundo Cristão

Pastor da Assembleia de Deus é condenado à prisão por homofobia; pena foi revertida

Prisão foi revertida para serviços comunitários e multa

Publicado

em

Nesta quarta-feira (27),a 14ª Vara Criminal de Maceió condenou o pastor José Olímpio da Silva Filho, da igreja Assembleia de Deus em Alagoas, por homofobia por ter desejado a morte do ator Paulo Gustavo.

O juiz Ygor Figueiredo estabeleceu uma pena de dois anos e nove meses prisão que foram revertidos por duas penas restritivas. A primeira é prestar serviço à comunidade pelo tempo da pena, durante seis horas semanais e a segunda é pagar 30 salários mínimos para uma ONG LGBTQ+ de Alagoas.

Entenda o caso

Em 2021, o ator Paulo Gustavo foi internado em decorrência da Covid-19. Nas suas redes sociais o religioso desejou publicamente que o ator morresse. O motivo do desejo do pastor foi a cena de um filme onde Paulo Gustavo diz que Jesus, se estivesse vivo, iria ao show do Pablo Vittar.

Foi então que o pastor comentou: “Esse é o ator Paulo Gustavo que alguns estão pedindo oração e reza. E você vai orar ou rezar? Eu oro para que o dono dele o leve para junto de si”.

Infelizmenteo ator faleceu em 4 de maio de 2021, vítima da Covid-19.

PUBLICIDADE