Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Opinião

Lição 07 – A Bíblia Transforma Pessoas – 1° Trimestre 2022 | EBD/CPAD

Publicado

em

A paz do Senhor Jesus! Na lição 7 vamos tratar sobre o poder da Bíblia em transformar pessoas.

Nesta aula aprenderemos como a mensagem bíblica produz na vida das pessoas profundas e permanentes mudanças e como esse processo pode acontecer.

Confira abaixo o VÍDEO e em seguida a AULA ESCRITA.

Obs.: As dinâmicas para esta aula podem ser baixadas nos links disponibilizados na descrição do vídeo.

Todos nós temos coisas que gostaríamos de mudar em nós mesmos. A grande quantidade de livros sobre autoajuda disponíveis hoje visa nosso desejo de ser diferente ou melhorar de alguma forma.

E quando lemos versículos no Novo Testamento sobre como os crentes devem viver e se comportar, queremos viver dessa maneira. Mas quando comparamos nossa vida diária com essas passagens, não podemos deixar de notar nossas deficiências. Por exemplo, nossa falta de amor pelas pessoas, nossa impaciência ou nossa reação em certas situações destacam nossa necessidade de mudar. Mas como podemos?

Há uma boa notícia: Deus também quer que mudemos e providenciou sua Palavra para que a estudemos e coloquemos em prática tudo o que ela ensinar para temos uma vida transformada pelo seu poder.

Vamos então aos tópicos da lição que mostram porque a Bíblia tem o poder de nos transformar e o que ela produz em nós.

A Bíblia é um livro vivo

A grande maioria das pessoas, incluindo muitos cristãos, não percebe que a Bíblia não é uma coleção de mitos antigos que foram compilados e adotados como livro sagrado. Esse tipo de pensamento é o que leva à descrença e a interpretações variadas da Bíblia. É também por isso que muitas pessoas não acreditam que a Bíblia seja relevante hoje. No entanto, existem verdades importantes que devem ser entendidas para saber como a Bíblia muda vidas, veja abaixo algumas:

A Palavra de Deus foi escrita por Deus e não necessita de atualizações (2 Pedro 1:16-21; 2 Timóteo 3:16-17; 1 Tessalonicenses 2:13)

A Palavra de Deus é perfeita (Salmos 18:30)

A Palavra de Deus é a verdade (1 Reis 17:24; Salmos 33:4; João 17:17; 2 Coríntios 6:7; Efésios 1:13; 2 Timóteo 2:15; Tiago 1:18)

A Palavra de Deus é eterna (Isaías 40:8; 1 Pedro 1:23-25)

A Palavra de Deus foi escrita para nosso aprendizado (Romanos 15:4; 2 Timóteo 3:16-17)

A Palavra de Deus é viva (Hebreus 4:12; 1 Pedro 1:23)

A Palavra de Deus nos dá vida (Deuteronômio 8:3; Salmos 119:116; Mateus 4:4; Romanos 10:17; 1 Pedro 1:23)

Esses versículos nos dizem que a Palavra de Deus tem todos os atributos e habilidades de Deus. Não é uma velha coleção empoeirada de mitos sobre pessoas mortas. É viva porque Deus está vivo! Porque está viva, tem a capacidade de mudar vidas porque Deus pode mudar vidas.

Importante ainda pontuar que, conforme Hebreus 4.12, a Palavra de Deus é viva e eficaz, ou seja, ela tem o poder de produzir vida e também de operar plenamente a vontade de Deus. Como bem verificou o profeta Isaias, ela jamais volta vazia (Is 55.11)

A Palavra de Deus é espada penetrante

Neste ponto é de grande valia comentar sobre a ênfase nesta passagem de  Hebreus 4.12 está no fato de que uma espada de dois gumes é muito afiada. Em comparação, a palavra de Deus é ainda mais poderosa porque pode dividir ou fazer uma distinção entre coisas que geralmente pensamos como intimamente relacionadas ou indistinguíveis. Por exemplo, qual é a diferença entre uma alma e o espírito? Qual é a diferença entre os pensamentos de uma pessoa e sua intenção?

A palavra de Deus é capaz de penetrar no coração de uma pessoa e causar uma mudança e, ao contrário de uma espada física, não deixa nenhuma cicatriz externa. É por isso que você encontra aqueles que ouvem a mensagem de Pedro respondendo: ” Ora, quando eles ouviram isso, ficaram comovidos no coração ” ( Atos 2:37 ).

Outra coisa a lembrar é que uma espada de dois gumes é considerada uma arma perigosa por causa dos dois gumes. Manuseado incorretamente, pode cortar o portador com a mesma facilidade com que pode cortar outra pessoa. Quando a Bíblia é usada como arma para apontar as falhas de outra pessoa, a pessoa que a usa muitas vezes se vê condenada pela mesma palavra. ” Você, portanto, que ensina a outro, você não ensina a si mesmo? Você que prega que um homem não deve roubar, você rouba? Você que diz: “Não cometa adultério”, você comete adultério? Você que abomina os ídolos, roubas templos? ” ( Romanos 2:21-22 ).

A Bíblia anula os conselhos do mundo

No capítulo 2 a lição trata sobre como a Bíblia é nossa arma na luta espiritual contra o mal e os poderes do mundo.

Em 2 Coríntios 10:4-5 está escrito que “Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas sim poderosas em Deus para destruição das fortalezas”. Aqui trata da guerra espiritual.

A batalha mais importante que vamos travar não é física ou mental. É a guerra espiritual que enfrentamos como filhos de Deus quando a força e a convicção de nossa fé são continuamente testadas. Nesta batalha, enfrentamos não apenas forças externas, mas também os pensamentos e paixões dentro de nós que podem nos desviar do caminho da retidão. Mas graças a Deus que felizmente podemos olhar para a Bíblia e na sabedoria das escrituras sermos revestidos e encorajados para vencermos esta guerra espiritual.

Como bem destacou o comentarista pastor Douglas Baptista devemos usar não métodos humanos nesta guerra, mas nos revestirmos da armadura de Deus para triunfarmos diante dos inimigos do Reino de Deus.

Ainda sobre esta passagem bíblica, Matthew Henry comenta o seguinte:

“Ao tempo que outros menosprezavam o apóstolo, e falavam dele com escárnio, ele pensava e falava humildemente de si mesmo. Devemos estar cientes de nossos males e pensar humildemente de nós, apesar de que os homens nos censurem.

A obra do ministério é uma guerra espiritual contra os inimigos espirituais e com objetivos espirituais. O poder exterior não é o método do evangelho, senão as persuasões sólidas, pelo poder da verdade e a mansidão da sabedoria. A consciência é responsável de render contas somente a Deus; e a gente deve ser convencida sobre Deus e seu dever, sem forçá-los. Deste modo, são muito poderosas as armas de nossa milícia; a evidência da verdade é convincente. Que oposição se faz contra o evangelho, por parte dos poderes do pecado e de Satanás nos corações dos homens! mas veja-se a vitória que obtém a Palavra de Deus. Os médios indicados, por fracos que possam parecem a alguns, serão poderosos por meio de Deus. A pregação da cruz feita por homens de fé e oração sempre tem resultado fatal para a idolatria, a impiedade e a maldade”.

Diante desta verdade, é notório que somente a Palavra de Deus é poderosa para que a Igreja avance e triunfe sobre os “raciocínios falaciosos” mundanos que avançam nos últimos tempos contra o povo de Deus, a saber o ateísmo, o relativismo, o secularismo, o marxismo e as heresias.

Não há métodos humanos revolucionários ou poderes políticos mundanos que darão a vitória à Igreja, mas tão somente a pregação da poderosa Palavra de Deus.

Relevante também dizer que o apóstolo Paulo na referida passagem ensina que a pregação do Evangelho e a declaração da verdade de Deus, por meio da Bíblia, é plenamente capaz de destruir toda altivez que se opõe e se levante contra a Obra de Deus.

A Bíblia nos torna humildes

Por fim, chegamos ao capítulo 3 e neste somos levados a refletir sobre a virtude cristã da humildade, pois Deus aborrece a soberba.

O orgulhoso resiste a Deus; em seu entendimento resistem as verdades de Deus; em sua vontade resistem as leis de Deus; em suas paixões resistem a providência de Deus; portanto, não é raro que Deus resista ao soberbo. Quão desgraçado o estado dos que fazem de Deus seu inimigo! Deus dará mais graça ao humilde porque eles vêm sua necessidade dela, oram por ela, são agradecidos por ela e eles a terão.

Submetam-se a Deus (versículo 7). Submeta seu entendimento à verdade de Deus; submeta sua vontade à vontade de Seu preceito, à vontade de Sua providência. Submetam-se vocês mesmos a Deus, porque Ele está disposto a fazer-lhes o bem. Se nos rendermos às tentações, o diabo nos seguirá continuamente, mas se nos colocamos toda a armadura de Deus, e lhe resistimos, nos deixará. Então, submetam-se a Deus os pecadores e busquem Sua graça e favor resistindo ao diabo. Todo pecado deve lamentar-se; aqui com tristeza santa; no além, com miséria eterna. O Senhor não lhe negará consolo ao que lamente verdadeiramente o pecado, e exaltará o que se humilha ante Ele.

Uma pessoa “orgulhosa” é alguém que se mostra acima dos outros. A palavra grega vem de duas palavras: sobre e aparecer. Assim, uma pessoa orgulhosa é alguém que parece estar acima dos outros. Ele desdenha e despreza outros crentes.

O Novo Testamento sempre usa este termo para as ideias pecaminosas de arrogante, desdenhoso, altivo. Este é alguém que gosta de ter a preeminência. Ele tem uma estimativa pomposa de seu mérito ou meios e carrega um orgulho ostensivo. Ele quer se mostrar acima de outras pessoas. Ele carrega o desprezo pelos outros porque ele é tão cheio de si mesmo.

A palavra “resistir” tem o significado de opor-se, opor-se a. Vem de duas palavras gregas: contra e arranjar. “Resistir” era um termo militar que carregava a ideia de organizar uma batalha contra. Deus se põe em trajes de batalha completos contra pessoas orgulhosas.

Então, é urgente a chamada divina à humildade, de outra forma, estaremos em guerra contínua contra Deus. Quem resistirá ao Eterno?

Então busque mais conhecimento das verdades bíblicas e tenha sua vida mudada e transformada. Toda soberba, altivez, arrogância cairá por terra diante da Palavra de Deus.

Conclusão

Glória a Deus pela Bíblia Glória a Deus pela sua poderosa Palavra.

Muito obrigado pela atenção. Deus abençoe e até a próxima aula.

 

Bibliografia

Baptista., Douglas, A Supremacia das Escrituras a inspirada, inerrante e infalível palavra de Deus. Editora CPAD. 1ª edição: 2021.

HENRY, Matthew. Comentário Bíblico do Novo Testamento — Atos a Apocalipse. Rio de Janeiro: CPAD, 2012.

 

PUBLICIDADE