Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Brasil/Mundo

Hungria proíbe promoção da homossexualidade perto de igrejas e escolas

O país europeu tem criado diversas leis polêmicas para a comunidade LGBTQ+

Publicado

em

O governo da Hungria proibiu a venda de livros que promovam a homossexualidade perto de igrejas, escolas e instituições de proteção infantil.

A nova medida também vale para “promoção ou difusão” de produtos que “expressem a homossexualidade” ou que venham a apresentar “desvio de identidade em termos de gênero de nascimento”. Esses materiais só poderão circular num raio de 200 metros de igrejas e escolas.

“A nova lei serve para proteger as crianças e deixa seus pais responsáveis por educá-los sobre a sexualidade”, diz o primeiro-ministro Viktor Orbán.

A Hungria tem sido bastante criticada pela União Europeia por conta das suas medidas conservadoras consideradas discriminatórias contra pessoas LGBT.

Em julho do ano passado, por exemplo, uma livraria foi multada por vender um livro infantil que descrevia a vida de duas crianças com pais do mesmo sexo. A multa foi aplicada com base em uma lei que proíbe “práticas desleais de negócios”.

As informações são do NoticiaCristiana

PUBLICIDADE