Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Brasil/Mundo

França libera entrada de brasileiros totalmente vacinados, mas rejeita Coronavac

Além da Coronavac, a França não aceita a Sputnik V e a segunda vacina chinesa feita pela Sinopharm

Publicado

em

Turistas brasileiros que desejarem visitar a França poderão fazê-lo desde que estejam devidamente vacinados com as duas doses da Pfizer e da AstraZeneca e com a dose única da Janssen.

A Coronavac, vacina feita na China que foi a primeira a ser comprada pelo governo brasileiro, não é aceita pela Agência Europeia de Medicamentos.

A agência aceita também a vacina Moderna, mas esta ainda não chegou ao Brasil. Já entre as vacinas rejeitadas temos as chinesas Sinopharm e Sinovac, sendo esta última produzida pelo Instituto Butantan; e também a vacina russa Sputnik V que não é validada pela OMS e nem pela União Europeia.

A informação sobre não aceitar turistas vacinados com esses imunizantes não aceitos na Europa partiu do primeiro-ministro francês Jean Castex e gerou grande desconforto entre os viajantes brasileiros e também de outros países que receberam vacinas chinesas ou russas e que também não poderão entrar na França.

Além de apresentar o comprovante de vacinação, o turista que queira visitar a França terá que apresentar também um teste negativo de covid-19 de menos de 24 horas.

Apesar de todas as restrições e da campanha de vacinação, o governo francês não conseguiu controlar a pandemia em seu país, registrando 10 mil novos casos diariamente.

PUBLICIDADE