Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Brasil/Mundo

Estados da região Norte têm 23 pedidos de novas ferrovias e investimento de R$ 67,58 bilhões; veja quais são

Propostas de estradas de ferro pelo regime de autorização agregam 6.302,303 quilômetros de novos trilhos à malha ferroviária nacional

Publicado

em

Novo balanço do Ministério da Infraestrutura (MInfra) sobre os pedidos de empresas interessadas em desenvolver novas ferrovias no país, pelo regime de autorização, revela boas expectativas para o Norte brasileiro. A região pode receber 23 empreendimentos ferroviários caso o Governo Federal autorize todos as solicitações recebidas desde setembro, quando foi lançado o novo modelo de exploração do setor pela iniciativa privada.
Reunidos no programa federal Pro Trilhos, os requerimentos representam R$ 67,58 bilhões em investimentos previstos na região, podendo agregar 6.302,303 quilômetros de novos trilhos à rede ferroviária existente.
A maior parte dos empreendimentos passa pelo Pará (20 no total). Em seguida, vem Tocantins (3) e Roraima (1), sendo que um dos empreendimentos corta dois estados (TO-PA). As propostas visam ao transporte de cargas como minério, produtos industrializados, granéis líquidos, fertilizantes e minério de ferro.
Os pedidos da região Norte contemplam os seguintes trechos:

  • Minerva Participações e Investimentos: Açailândia/MA a Barcarena/PA – 571,3 km de extensão; R$ 10,27 bilhões em investimentos previstos
  • 3G Empreendimentos e Logística: Barcarena/PA e Santana do Araguaia/PA com conexão entre os municípios de Rondon do Pará/PA e Açailândia/MA – 1.370 km de extensão; R$ 13,70 bilhões em investimentos previstos
  • Rumo: Figueirópolis/TO e Barreiras/BA – 522,14 km de extensão; R$ 5,2214 bilhões em investimentos previstos
  • Rumo: Ribeirão Cascalheira/MT a Figueirópolis/TO – 560,8 km de extensão; R$ 5,608 bilhões em investimentos previstos
  • Enefer Consultoria Projetos: Boa Vista/RR à Bonfim/RR – 108,5 km de extensão; R$ 1,085 bilhão em investimentos previstos
  • Zion Real Estate: Novo Paraná/PA a Miritituba/PA – 124 km de extensão; R$ 1,24 bilhão em investimentos previstos
  • Zion Real Estate: Moraes Almeida/PA a Novo Paraná/PA – 137 km de extensão; R$ 1,37 bilhão em investimentos previstos
  • Zion Real Estate: Sinop/MT a Moraes Almeida/PA – 726 km de extensão; R$ 7,26 bilhões em investimentos previstos
  • Vale: São Francisco do Brejão/MA — Barcarena/PA – 528 km de extensão; R$ 5,28 bilhões em investimentos previstos
  • Vale: Curionópolis/PA — Canaã dos Carajás/PA – 76 km de extensão; R$ 760 milhões em investimentos previstos
  • Vale: Marabá/PA a Parauapebas/PA – 61 km de extensão; R$ 610 milhões em investimentos previstos
  • Vale: Curionópolis/PA – 11 km de extensão; R$ 110 milhões em investimentos previstos
  • Rio Minas Mineração: Santa Maria das Barreiras/PA – 17,5 km de extensão; R$ 180 milhões em investimentos previstos
  • Rio Minas Mineração: Santa Maria das Barreiras/PA a Bannach/PA – 221 km de extensão; R$ 2,21 bilhões em investimentos previstos
  • Rio Minas Mineração: Curionópolis/PA a Parauapebas/PA – 20 km de extensão; R$ 200 milhões em investimentos previstos
  • Rio Minas Mineração: Curionópolis/PA a Canaã dos Carajás/PA – 10,2 km de extensão; R$ 100 milhões em investimentos previstos
  • Rio Minas Mineração: Bannach/PA e Rio Maria/PA – 83,5 km de extensão; R$ 840 milhões em investimentos previstos
  • Rio Minas Mineração: Santa Maria das Barreiras/PA – 41,2 km de extensão; R$ 410 milhões em investimentos previstos
  • Rio Minas Mineração: Santa Maria das Barreiras/PA – 59 km de extensão; R$ 590 milhões em investimentos previstos
  • Rio Minas Mineração: Santa Maria das Barreiras/PA a Miracema do Tocantins/TO – 242 km de extensão; R$ 2,42 bilhões em investimentos previstos
  • Rio Minas Mineração: Santa Maria das Barreiras/PA a Tupiratins/TO – 303 km de extensão; R$ 3,03 bilhões em investimentos previstos
  • Rio Minas Mineração: Santa Maria das Barreiras/PA a Canaã dos Carajás/PA – 377 km de extensão; R$ 3,77 bilhões em investimentos previstos
  • Rio Minas Mineração: Bannach/PA e Canaã dos Carajás/PA – 132 km de extensão; R$ 1,32 bilhão em investimentos previstos

Pelo país

Até o momento, o MInfra recebeu 76 requerimentos para construção e operação de ferrovias pelo regime de autorização, perfazendo 19 mil quilômetros de novas ferrovias privadas, cruzando 16 unidades da Federação. Somadas, as propostas têm projeção de investimentos que ultrapassam R$ 224 bilhões. A expectativa é de que os projetos gerem 2,6 milhões de postos de trabalho ligados direta ou indiretamente à sua implantação, contribuindo ainda para a redução do custo de transporte e da emissão de CO².
Criado pela Medida Provisória 1.065/2021, o Marco Legal das Ferrovias teve a apreciação concluída pelo Congresso Nacional em 14 de dezembro e foi sancionado pelo presidente da República 10 dias depois. O novo arcabouço legal simplifica o fardo regulatório para investimentos no setor ao abrir a possibilidade de empresas desenvolverem segmentos próprios, com recursos 100% privados.

PUBLICIDADE