Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Política

Donos de bares e restaurantes protestam na Câmara de Palmas; vereadores trocam farpas

Ampliação do horário de bares e restaurantes e criação da bancada empresarial rendeu debates acalorados

Publicado

em

A sessão da Câmara Municipal de Palmas desta terça-feira (11) foi palco de manifestação por parte dos donos de bares e restaurantes.

Cerca de 40 pessoas estiveram presencialmente na Câmara para se manifestar contra uma fala do vereador Folha Filho (Patriota) que teria feito um comentário na sessão da semana passada que desagradou os comerciantes.

A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes no Tocantins (Abrasel-TO) estava com seus representantes presente na sessão e acompanhou a retificação do parlamentar sobre sua fala.

Folha Filho declarou que foi alvo de fake news e que não quis dizer que todos os bares e restaurantes vendem drogas, mas que esses espaços também servem para o tráfico.

“Apesar desse equivoco eu não vou mudar meu posicionamento”, disse ele dizendo que a Abrasel foi infeliz na sua nota de repúdio. Filho também leu que na Europa os bares e restaurantes foram proibidos pelo alto poder de contágio.

Sobre protestos, o parlamentar reafirmou que era contra a ampliação do horário de atendimento desses estabelecimentos dizendo que é a favor preservar vidas durante a pandemia.

Frente Parlamentar Empresarial gera debate entre vereadores

Os vereadores entraram em discussão por conta da criação da Frente Parlamentar Empresarial, proposta por Mauro Lacerda (PSB), que muitos parlamentares ficaram de fora.

Folha Filho e a presidente da Câmara, Janad Valcari (Podemos), trocaram acusações por conta do regimento interno sobre a criação de bancadas. Filho é ex-presidente da Câmara e foi acusado por Janad de ter “se vendido” para a prefeita Cinthia Ribeiro.

Rubens Uchôa rebate Folha Filho

O vereador Rubens Uchôa (Cidadania), autor do requerimento para ampliação do horário de atendimento de bares e restaurantes, declarou que não se trata de ser a favor da morte, mas sim ser a favor dos trabalhadores do setor.

Uchôa disse que faltou humildade de Folha Filho em reconhecer que errou na forma como falou sobre o setor. “Entenda que de março de 2020 até agora foram 890 empresas extintas, isso sim é um prejuízo para a nossa cidade”.

Folha respondeu que em todo o mundo os bares estão fechados e que esta é a posição dos infectologistas.

O parlamentar do Cidadania, que é evangélico, terminou sua fala defendendo os empresários e profetizando a recuperação do setor.

 

 

PUBLICIDADE