Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Política

Com voto de Eli Borges, proposta que possibilita ensino domiciliar é aprovada

O parlamentar elencou as vantagens do ensino domiciliar, principalmente no âmbito do envolvimento familiar em todo processo educacional

Publicado

em

O porta-voz da Bancada Evangélica da Câmara dos Deputados, Eli Borges (PL-TO) votou favoravelmente à proposta defesa do homeschooling. O parlamentar afirmou que esse é sonho de muitos pais que lutam por essa medida há mais de 30 anos.

Da tribuna, o parlamentar elencou as vantagens do ensino domiciliar, principalmente no âmbito do envolvimento familiar em todo processo educacional.

“A primeira delas é que o homeschooling é uma opção em que a família tem de se doar no sentido de levar o aprendizado para os seus pimpolhos, para os seus filhos. Em segundo lugar, o homeschooling é um ambiente saudável e familiar. A família é a célula mater da sociedade e a base principal da educação e da formação do caráter, e o homeschooling traz esta oportunidade para famílias que querem no seu seio promover a educação”, pontuou Eli Borges.

De acordo com o texto-base do projeto de lei aprovado, a prática da educação domiciliar no Brasil, prevê a obrigação do poder público de zelar pelo correto desenvolvimento da aprendizagem do estudante. Os destaques apresentados ao Projeto de Lei 3179/12 serão analisados pelo Plenário na quinta-feira (19).

No mundo, países como Austrália, Canadá, Estados Unidos, Inglaterra e França permitem a prática do homeschooling.

PUBLICIDADE