Conecte-se conosco
[the_ad id="107359"]

Brasil/Mundo

Colaboradora da Havan é vítima de agressão por usar o uniforme da empresa em Jundiaí (SP)

Jovem foi agredida física e verbalmente por ex-candidata a vereadora do PT dentro de um ônibus

Publicado

em

Uma colaboradora da Havan foi vítima de agressão física e verbal, na última sexta-feira, 15, em Jundiaí (SP). Stefany Morais estava no transporte público com destino ao trabalho, quando a ex-candidata a vereadora do PT, Adriana Menezes, a agrediu covardemente por ela estar vestindo o uniforme da Havan, com as cores verde amarela.

É a segunda vez que Adriana, que concorreu ao cargo de vereadora pelo PT nas últimas eleições municipais, agride a mesma colaboradora da Havan. Ambos os crimes são comprovados em vídeos e um Boletim de Ocorrência foi registrado sobre o fato.

A Havan afirma que está prestando todo apoio para a colaboradora e ressalta que entrará com todas as medidas judiciais cabíveis para que o ato de intolerância e desrespeito não passe impunemente. “A família Havan está ao lado da Stefany. Ela está há 10 meses na empresa, entrou como operadora de caixa e já foi promovida a vendedora. É inadmissível que alguém use de violência contra uma pessoa que está indo trabalhar e em busca do seu pão de cada dia. Prezamos diariamente pelo cuidado e integridade de cada dos mais de 22 mil colaboradores. Condenamos todo tipo de crime e não vamos tolerar agressões desta natureza, que configuram atos de intolerância política, o que é muito grave”, ressalta o dono da Havan, Luciano Hang.

Live sobre o assunto

Nesta segunda-feira, 18, às 17 horas, Luciano Hang fará um live sobre o ocorrido nas suas redes sociais.

PUBLICIDADE